Geral

Hamilton confirma favoritismo, domina e leva pole na Hungria

Melhor colocado nos dois treinos livres de sexta-feira, o inglês Lewis Hamilton confirmou o favoritismo neste sábado e dominou o treino classificatório para o GP da Hungria. O inglês foi o melhor também no Q1, no Q2 e ratificou seu domínio com 1min20s953 em Hungaroring. Os brasileiros ameaçaram brigar por posições nas três primeiras filas, […]

Arquivo Publicado em 28/07/2012, às 12h16

None

Melhor colocado nos dois treinos livres de sexta-feira, o inglês Lewis Hamilton confirmou o favoritismo neste sábado e dominou o treino classificatório para o GP da Hungria. O inglês foi o melhor também no Q1, no Q2 e ratificou seu domínio com 1min20s953 em Hungaroring. Os brasileiros ameaçaram brigar por posições nas três primeiras filas, mas já se deram por satisfeitos ao participar do Q3.


Romain Grosjean, da Lotus F1, surpreendeu com o segundo melhor tempo e cravou 1min21s366. Sebastian Vettel honrou o nome da Red Bull, que teve Mark Webber em 11º, e ficou na terceira colocação. O atual bicampeão mundial fez 1min21s407. Jenson Button, da McLaren, Kimi Raikkonen, da Lotus, e o líder da temporada, Fernando Alonso da Ferrari, fecharam o top seis.


Logo atrás de Alonso, Felipe Massa ficou com a sétima posição com 1min21s534, tempo do Q2 que ele não conseguiu melhorar na volta final. Pastor Maldonado, da Williams, superou o brasileiro Bruno Senna e fecha a quarta fila.


Apesar de ser ultrapassado pelo companheiro, Bruno pode celebrar seu melhor treino classificatório da temporada. Com 1min21s697, ele foi ao Q3 pela primeira vez em 2012 e acabou com o melhor lugar do grid com a Williams: Bruno Senna larga em oitavo.


Após três provas ruins em que totalizou só quatro pontos, Hamilton volta a brilhar na tentativa de encostar em Fernando Alonso. O arrojado piloto inglês chegou à 22ª pole position da carreira. Em Hungaroring, o vencedor saiu das duas primeiras filas em 23 vezes nos últimos 26 anos.


Mark Webber provocou uma grande surpresa ao ser eliminado no Q2. O australiano, vice-líder do Mundial com a Red Bull, havia tido o melhor tempo no treino livre da manhã de sábado, mas foi superado por Bruno Senna nos instantes finais e perdeu a chance de ir ao Q1. Os alemães também não foram bem: Nico Rosberg e Michael Schumacher, ambos da Mercedes, ficaram em 13º e 17º respectivamente.


No Q1, a eliminação de Daniel Ricciardo foi um dos pontos mais relevantes. A promessa australiana tinha o 17º lugar – último posto para seguir ao Q2 – até os instantes finais, mas foi superado por uma volta forte do japonês Kamui Kobayashi e acabou em 18º com a marca de 1min23s250. O finlandês Heikki Kovalainen e o russo Vitaly Petrov, ambos da Caterham, largam em 19º e 20º, respectivamente, neste domingo. Pedro de la Rosa e Narain Karthikeyan, da HRT, fazem a última fila.

Jornal Midiamax