Geral

Flamengo visita o Atlético-MG em jogo recheado de interesses

Em um jogo que pode ser decisivo para o Campeonato Brasileiro, o Flamengo visita o Atlético-MG nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), na Arena Independência, em Belo Horizonte, em confronto que fecha a 33ª rodada da competição. Embalado pela vitória de 3 a 2 sobre o líder Fluminense, o Galo, que é o vice-líder com […]

Arquivo Publicado em 31/10/2012, às 15h40

None

Em um jogo que pode ser decisivo para o Campeonato Brasileiro, o Flamengo visita o Atlético-MG nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), na Arena Independência, em Belo Horizonte, em confronto que fecha a 33ª rodada da competição.


Embalado pela vitória de 3 a 2 sobre o líder Fluminense, o Galo, que é o vice-líder com 63 pontos, pretende encurtar a distância para o Tricolor, que tem nove pontos a mais. Se os mineiros tropeçarem, o título do Brasileirão ficará praticamente definido.


A partida, porém, não é importante apenas para o Atlético. O Flamengo, que vem de vitória por 1 a 0 sobre o São Paulo, é o 14º colocado com quarenta pontos e ainda corre risco de rebaixamento. Portanto, uma vitória pode representar a tranquilidade no fim de ano. Isso sem falar no sentimento de vingança por poder atrapalhar a vida de Ronaldinho Gaúcho, que se tornou desafeto do clube e da torcida ao ingressar na Justiça para conseguir a sua liberação do Rubro-Negro por conta de atrasos salariais.Nos últimos dias os dois times têm adotado o discurso de que o jogo realmente é uma decisão.


“Nós ainda não conseguimos o nosso objetivo no Campeonato Brasileiro e, por isso, ainda temos algumas decisões pela frente, a começar por esse confronto diante do Atlético Mineiro, que se desenha muito complicado. Só vamos ter tranquilidade quando a nossa situação não apontar nenhum tipo de risco e, portanto, precisamos seguir pontuando”, disse o técnico do Flamengo, Dorival Júnior.


“Nós sabemos que o Campeonato Brasileiro permite esse tipo de situação, de você ter que jogar depois de seu concorrente direto. Mas temos que fazer que isso não tenha nenhuma interferência e vamos entrar em campo procurando fazer o nosso melhor, como sempre acontece”, disse o técnico atleticano Cuca.


Ciente de que o Atlético vai tomar a iniciativa da partida porque precisa muito da conquista de uma vitória, os flamenguistas procuram encontrar um jeito de neutralizar a pressão do adversário.


“Se deixarmos o Atlético Mineiro pressionar, as coisas podem se complicar, pois lá os jogos são muito tensos por conta da pressão da torcida e vamos acabar levando o gol uma hora ou outra. Temos sim que saber fechar os espaços e jogar quando a bola estiver nos nossos pés”, analisou o atacante Vagner Love.


Em termos de escalação as duas equipes estão definidas. O Atlético tem apenas um problema, pois não vai poder escalar o lateral esquerdo Junior Cesar, que não pode enfrentar o Flamengo por questões contratuais, uma vez que seus direitos federativos são ligados ao Rubro-Negro. Assim, o volante Richarlyson será improvisado no setor.


Pelo lado do Flamengo, Dorival Júnior perdeu o volante Víctor Cáceres, que foi vetado na véspera do jogo por conta de dores na região do quadril. Assim, Ibson, que seria barrado, permanece entre os titulares. O lateral direito Leonardo Moura, que começaria o jogo no banco após se recuperar de um estiramento muscular na coxa direita, voltou a reclamar de um incômodo na região e sequer viajou com a delegação por uma questão de precaução. Dorival optou por manter o esquema com dois atacantes, com Liedson atuando ao lado de Vagner Love.


No primeiro turno do Campeonato Brasileiro as duas equipes se enfrentaram no Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ), e naquela ocasião o Flamengo ganhou por 2 a 1. Vagner Love e Liedson marcaram os gols flamenguistas, enquanto que Jô descontou para os atleticanos. O jogo foi o primeiro de Ronaldinho Gaúcho contra seu ex-clube.


FICHA TÉCNICA


ATLÉTICO-MG X FLAMENGO


Local: Arena Independência, em Belo Horizonte


Data: 31 de outubro de 2012 (Quarta-feira)


Horário: 21h50(de Brasília)


Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-PE)


Assistentes: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Alessandro Rocha de Matos (Fifa-BA)


ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete, Guilherme, Ronaldinho Gaúcho e Bernard; Jô


Técnico: Cuca


FLAMENGO: Felipe; Wellington Silva, Renato Santos, Marcos González e Ramon; Amaral, Ibson, Renato Abreu e Cléber Santana; Liedson e Vagner Love


Técnico: Dorival Júnior

Jornal Midiamax