Geral

Espaço da Poesia celebra a cultura portuguesa e o centenário de Helio Serejo

A Fundação de Cultura do governo de Mato Grosso do Sul realiza nesta sexta (31 de agosto), a partir das 19 horas, no terraço do Memorial da Cultura e da Cidadania, mais uma edição do Espaço da Poesia com declamações, apresentações musicais e folclóricas. A entrada é franca. Esta edição do Espaço da Poesia lembra […]

Arquivo Publicado em 28/08/2012, às 20h35

None

A Fundação de Cultura do governo de Mato Grosso do Sul realiza nesta sexta (31 de agosto), a partir das 19 horas, no terraço do Memorial da Cultura e da Cidadania, mais uma edição do Espaço da Poesia com declamações, apresentações musicais e folclóricas. A entrada é franca.

Esta edição do Espaço da Poesia lembra o Ano do Brasil em Portugal. Ao longo de dez meses, o Brasil levará a Portugal a sua cultura, do mais tradicional ao mais atual, através de diferentes manifestações artísticas e culturais, entre teatro, cinema, música, literatura, artes plásticas, dança e até na gastronomia.

No sentido inverso da ponte, celebrando a cultura portuguesa na Capital, serão apresentadas danças, canções e poesias lusitanas organizados pela Associação Luso-Brasileira de Campo Grande, através do grupo folclórico Tradições Portuguesas, que teve inicio em 1950 por iniciativa da Sra. Conceição Ferreira.

A formação atual teve inicio em 9 de 2000, fruto de uma comissão organizadora e com o apoio da diretoria da Associação Luso Brasileira – Clube Estoril, com o objetivo de preservar, recolher, e difundir os valores das tradições do passado, um museu etnográfico, vivo e pulsante através das músicas e das danças típicas do nosso povo. O guarda-roupa é composto por trajes de várias regiões de Portugal e as danças se enveredam por ritmos como Viras, Chulas, Rusgas, Fandangos do Ribatejo, Picadinho, entre outras.

A obra de Hélio Serejo também ganhará destaque no Espaço da Poesia, com uma palestra do Profº Hildebrando Campestrini, presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul, organizador e responsável pela publicação das “Obras Completas de Hélio Serejo”, em 2008, a declamação de textos poéticos do escritor pelos poetas Elias Borges de Campos, Aluizio Luzia Câmara Ozarias e Nildes Tristão Prieto e homenagens diversas, que contarão com a presença de Nahara e Helita Serejo, filhas do autor.

Hélio Serejo nasceu em Nioaque em 1º de junho de 1912 e faleceu em 8 de outubro de 2007. Deixou 60 obras publicadas, entre romances, contos e memórias. Foi membro da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, da Academia Mato-Grossense de Letras, em Cuiabá-MT, da Academia Piracicabana de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul. Seu estilo literário tem fortes tons da fala sul-mato-grossense do interior. Desvendou os usos e costumes da gente humilde e sua narrativa literária, simples e rica, interessa diretamente aos sul-mato-grossenses.

Seu feito mais notável, além das letras, foi a comissão que presidiu de 1955 a 1964 para a construção da ponte sobre o Rio Paraná, na divisa entre Mato Grosso do Sul e São Paulo. Hoje, pela Lei Federal 12.610, de 10 abril de 2012, foi designada “Ponte Hélio Serejo” em sua homenagem.

O Espaço da Poesia desta sexta também contará com apresentações musicais do Coral da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, declamações de obras diversas e exposição de livros e fotos do autor Hildebrando Campestrini.

Serviço: O Memorial da Cultura fica na

Avenida Fernando Correa da Costa, 559, no Centro. O Espaço da Poesia começa às 19 horas e a entrada é franca.

Jornal Midiamax