Geral

Cuba solta homem que protestou durante visita do Papa

Foi solto na sexta-feira (13) Andrés Carrión Álvarez, detido por protestar contra o regime cubano durante missa celebrada pelo papa Bento 16, na cidade de Santiago de Cuba, em março, segundo informações da dissidência política da ilha. “Ele foi liberado e está em sua cada, conforme fomos informados por três familiares dele”, disse Elizardo Sánchez, […]

Arquivo Publicado em 15/04/2012, às 22h09

None

Foi solto na sexta-feira (13) Andrés Carrión Álvarez, detido por protestar contra o regime cubano durante missa celebrada pelo papa Bento 16, na cidade de Santiago de Cuba, em março, segundo informações da dissidência política da ilha.


“Ele foi liberado e está em sua cada, conforme fomos informados por três familiares dele”, disse Elizardo Sánchez, porta-voz da Comissão Cubana dos Direitos Humanos e Reconciliação Nacional (CCDHRN).


O trabalhador social Álvarez saltou uma barra de segurança e gritou palavras de ordem contra o governo de Cuba como “Abaixo o comunismo” e “Abaixo à revolução! Abaixo à ditadura!”.


Sánchez diz que não há informação sobre a participação de Álvarez em alguma organização dissidente.


O homem de 38 anos estava sendo mantido no centro de investigação da segurança do Estado, segundo a CCDHRN.


Jornal Midiamax