Geral

CRECI/MS promove encontro sobre combate ao exercício ilegal da profissão

O Conselho Regional dos Corretores de Imóveis da 14ª Região promove nesta sexta-feira, dia 30 de novembro, o Encontro Estadual de Delegados na sede da entidade, localizada na rua Rio Grande do Sul, 174, em Campo Grande.”Nosso foco é sempre combater o exercício ilegal da profissão”, explica o Diretor para Assuntos de Delegados, Delso José […]

Arquivo Publicado em 29/11/2012, às 17h28

None

O Conselho Regional dos Corretores de Imóveis da 14ª Região promove nesta sexta-feira, dia 30 de novembro, o Encontro Estadual de Delegados na sede da entidade, localizada na rua Rio Grande do Sul, 174, em Campo Grande.”Nosso foco é sempre combater o exercício ilegal da profissão”, explica o Diretor para Assuntos de Delegados, Delso José de Souza. Com a posse de novos delegados regionais, municipais e setoriais, o número delegados no Estado passa a 130.



Na palestra de boas vindas do presidente do CRECI, Eduardo Francisco Castro, estão contemplados o Código de Ética, as novas resoluções do COFECI e as ações de fiscalização para combater o exercício ilegal da profissão. Também foram convidados os advogados empresariais Luiz Felipe Dornellas e Rodolfo Bertin, para explicar como funciona uma nova modalidade de proteção: as holdings patrimoniais. Para o corretor de imóveis, é um serviço a mais que pode incluir em sua carteira, com a criação de empresas para gerir esses bens. Já os proprietários, conseguem blindar o patrimônio e ao mesmo tempo fazer economia tributária, porque é uma maneira de resguardar o imóvel, dispensando inventário em caso de falecimento de um dos donos e eliminando custos advocatícios e de transmissão causa mortis.



Os delegados são importantes braços da fiscalização da atividade, porque estão em contato direto com o mercado e a população e podem levar ao Conselho denúncias, críticas e até mesmo sugestões. Além disso, também ajudam a divulgar os trabalhos da entidade e têm importante papel na mobilização da categoria. ” O Delegado é o elo entre o CRECI e os profissionais,o trabalho deles facilita e simplifica o trabalho dos Fiscais, possibilitando assim que a fiscalização tenha um desempenho muito melhor e mais eficiente e conseqüentemente temos um maior numero de autuações, em especial ao exercício ilegal da profissão”, explica Delso.


Jornal Midiamax