Geral

Corpo de Bombeiros forma mais 104 cabos para atuarem em Campo Grande e interior

Investindo em capacitação e treinamento, o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul irá formar no próximo dia 25 de setembro mais 104 cabos para atuarem na Capital e nos municípios do interior do Estado. A solenidade de formatura acontece no 1º Grupamento de Bombeiros, localizado na avenida Costa e Silva, 901, na […]

Arquivo Publicado em 20/09/2012, às 12h38

None
1696927859.jpg

Investindo em capacitação e treinamento, o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul irá formar no próximo dia 25 de setembro mais 104 cabos para atuarem na Capital e nos municípios do interior do Estado. A solenidade de formatura acontece no 1º Grupamento de Bombeiros, localizado na avenida Costa e Silva, 901, na Vila Progresso, às 8 horas.


Durante quatro meses os 72 militares que irão atuar na Capital e os outros 32 que irão atender o interior participaram do Curso de Condutor de Operação de Viaturas com carga horária de 670 horas/aula e do Curso de Cabo Combatente com carga horária de 500 horas/aula. A capacitação foi necessária para que os soldados, sendo cinco mulheres e 99 homens, todos com oito anos de serviço, fossem promovidos a Cabos do Corpo de Bombeiros.


Os dois Cursos de Formação tiveram início em maio de 2012 e terminam no fim deste mês. Dos 104 formandos, 44 participaram do Curso de Condutor de Operação de Viaturas e 60 do Curso de Cabo Combatente. A formação teve na grade curricular disciplinas como: Administração Bombeiro Militar, Busca e Salvamento, Atendimento Pré-Hospitalar, Combate a Incêndio, Armamento e Tiro, Resgate, Mergulho, Salvamento em Altura, entre outras disciplinas.


Segundo o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado, coronel Ociel Ortiz, a capacitação é fundamental para que o efetivo opere com eficiência as viaturas e atue nas ocorrências em todo o Estado. “Temos viaturas muito específicas que precisam ser operadas por pessoal qualificado e a capacitação prepara o policial militar para conduzir e operar estes equipamentos no combate aos incêndios. Se não houver qualificação específica podem até danificar o material”, explica o comandante da corporação.

Jornal Midiamax