Geral

Colômbia diz que acordo com Farc pode sair em dezembro

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, condicionou o sucesso do acordo de paz com as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) ao cumprimento, por parte da guerrilha, das normas estabelecidas em conjunto. Um acordo de paz entre o governo e as Farc é negociado há cerca de um ano meio. Autoridades de Cuba, da […]

Arquivo Publicado em 28/10/2012, às 19h46

None

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, condicionou o sucesso do acordo de paz com as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) ao cumprimento, por parte da guerrilha, das normas estabelecidas em conjunto. Um acordo de paz entre o governo e as Farc é negociado há cerca de um ano meio. Autoridades de Cuba, da Venezuela, da Noruega e do Chile fazem a mediação. Há previsão de assinatura do acordo em dezembro.



“Se as Farc aderirem à agenda acordada e negociada pode-se dizer que haverá paz no país”, disse Santos. Nesta semana, representantes das Farc estarão em Cuba para negociar mais alguns aspectos do acordo, segundo o presidente colombiano. Santos conversou com a presidente Dilma Rousseff, que colocou o governo brasileiro à disposição para ajudar nas negociações.



Santos espera que o acordo de paz seja implementado, em breve, encerrando quase meio século de combates na Colômbia. “Vamos começar em poucos dias as negociações com as Farc, em Cuba, e espero que cumpram o que prometeram”, disse.



Em seguida, ele disse que seu desejo é anunciar em breve a paz: “Podemos, quem sabe, finalmente, depois de 50 anos, dizer aos colombianos: há paz no país “, disse Santos de acordo com o site da Presidência da República da Colômbia.


Jornal Midiamax