Geral

Calor, falta de estacionamentos e multidão é o cenário de Campo Grande antes do Natal

De acordo com o Departamento de Pesquisas e Estatística da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande a expectativa deste fim de ano é o de crescimento entre 4,5% e 6,8%, comparado com 2011

Arquivo Publicado em 21/12/2012, às 21h51

None
1937149348.jpg

De acordo com o Departamento de Pesquisas e Estatística da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande a expectativa deste fim de ano é o de crescimento entre 4,5% e 6,8%, comparado com 2011

O comércio de Campo Grande está movimentado nesta sexta-feira (21), devido às compras de Natal. Calor, uma multidão de pedestres com compras, trânsito lento, engarrafado e falta de estacionamentos é o que espera os campo-grandenses, que preferem fazer as compras desse final de ano no quadrilátero central.

“Dei umas dez voltas na quadra para achar uma vaga”, diz a professora Conceição Greffe de 43 anos.

“O ônibus estava lotado”, conta a cozinheira Fátima Mendonça da Silva de 40 anos, que fazia compras no centro.

“Não é fácil fazer compras nesse calor, com essa multidão e com a dificuldade de achar uma vaga”, diz a dona de casa Diciléia da Silva de 32 anos.

De acordo com o Departamento de Pesquisas e Estatística da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (DEPE/ACICG) a expectativa deste fim de ano é o de crescimento entre 4,5% e 6,8%, comparado com o mesmo período de 2011, quando as vendas apresentaram crescimento de 4,83% em relação ao ano de 2010.

Já o levantamento do Instituto de Pesquisa Fecomércio MS aponta que o consumidor sul-mato-grossense irá desembolsar R$ 703 milhões em produtos e serviços do comércio nesta época do ano.

Devido às promoções, não feitas no Natal do ano passado, na qual uma loja de roupas faz agora em 2012, a gerente Rafaela Prado, espera um aumento significativo esse ano. “A meta é de um aumento de 80% em relação ao ano passado”, diz Rafaela.

“Ainda achamos que está fraco mas a expectativa é vender 15% mais que último Natal”, conta André Luiz Sandin, gerente de uma loja de calçados.

Já Denise Vargas, responsável por um comércio de roupas femininas, localizado na rua 14 de julho, conta com um aumento de 20%.

Até este sábado (22), o comércio central permanece aberto ao público até às 22 horas e no dia que antecede o Natal (24), as vendas vão até às 18 horas e no dia 31, até às 16 horas.

Shopping

Idelmar da Mota Lima, presidente do SECCG informou que para os shoppings e centros comerciais o funcionamento nos dias 24 e 31 de dezembro será até às 20 horas e até às 18 horas, respectivamente.

Nos dias 21, 22 e 23 de dezembro, apenas o Shopping Campo Grande permanece aberto até as 23 horas.

Jornal Midiamax