O trabalhador rural Guilherme Pedroso Oliveira, de 40 anos, não foi picado por cobra, segundo a direção do Hospital Regional Álvaro Fontoura, em .

Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros numa propriedade rural localizada a 120 quilometros da cidade, e deu entrada no HR aos 10 minutos desta quinta-feira (24), recebendo alta nesta manhã.

Oliveira informou que tinha sido picado por uma cobra capitão do campo, mas, nem os bombeiros e nem a equipe médica do HR encontraram qualquer edema pelo corpo.

O diretor do HR, Rogério Souto, acredita que a cobra tenha passado perto do trabalhador rural, deixando-o assustado.

Ao serem acionados, por volta das 20h15 desta quarta-feira (23), os bombeiros receberam a informação que a suposta vítima estava em estado grave, mas Oliveira foi encontrado consciente e orientado.