Geral

Seminário Campo, Educação e Diversidade começa em 05 de outubro

Os programas de Educação do Campo da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) realizarão, de 05 a 07 de outubro, o 1º Seminário Internacional Campo, Educação e Diversidade, na Cidade Universitária. Os programas de Educação do Campo são a Licenciatura em Ciências Sociais PRONERA e a Especialização em Educação do Campo e Agricultura Familiar – […]

Arquivo Publicado em 29/09/2011, às 23h29

None

Os programas de Educação do Campo da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) realizarão, de 05 a 07 de outubro, o 1º Seminário Internacional Campo, Educação e Diversidade, na Cidade Universitária.


Os programas de Educação do Campo são a Licenciatura em Ciências Sociais PRONERA e a Especialização em Educação do Campo e Agricultura Familiar – PROJOVEM Campo Saberes da Terra.


O Seminário pretende criar condições de interlocução entre autores/pesquisadores, representantes de movimentos sociais, gestores de políticas públicas, pesquisadores, professores da rede pública, agricultores familiares, camponeses, quilombolas, indígenas e tantos outros agentes, de modo a facilitar reflexões acerca do “campo”. Não mais lugar de um desenvolvimento setorial subalterno ao meio urbano, o campo se ressignifica constantemente, constitui e transforma agentes, redefine políticas públicas.


Para caracterizar essa dinâmica, o evento quer vincular o conceito de campo, num trinômio, à Educação e à Diversidade. Educação, para além dos muros da escola, revela-se como “leitura de mundo” (Freire) e como produção de um “conhecimento reconhecimento” (Boaventura dos Santos).


Quanto à diversidade, a exemplo do sistema complexo de conexões, consorciamentos e interdependências entre seres vivos que só no seu todo interligado pode ser entendido como riqueza, as diferentes etnias podem também somar-se num todo histórico integrado que podem conferir a sociedade coesão e possibilidade de futuro. Dessa compreensão se nutre o evento.


O Seminário adota como estratégia metodológica a reflexão coletiva sobre as questões teóricas e práticas, a partir dos eixos temáticos. Os eixos são: “Educação do/no campo”, “Relações de Gênero e educação”, “Agricultura familiar, multifuncionalidade e agroecologia”, “Linguagens e Interculturalidade” e “Educação escolar Indígena”.

Jornal Midiamax