Geral

Rubinho espera que boa prova o ajude a continuar na F-1: ‘Ainda sou garoto’

Com a ameaça de não conseguir uma vaga no grid para completar sua 20ª temporada na Fórmula 1, em 2012, Rubens Barrichello espera que a boa corrida em Abu Dhabi o ajude a conseguir um cockpit na próxima temporada. O lugar do brasileiro de 39 anos na Williams está fortemente ameaçado com o possível retorno […]

Arquivo Publicado em 14/11/2011, às 22h46

None

Com a ameaça de não conseguir uma vaga no grid para completar sua 20ª temporada na Fórmula 1, em 2012, Rubens Barrichello espera que a boa corrida em Abu Dhabi o ajude a conseguir um cockpit na próxima temporada. O lugar do brasileiro de 39 anos na Williams está fortemente ameaçado com o possível retorno do finlandês Kimi Raikkonen.


– Acredito que mostrei a eles que atrás do volante eu ainda sou um garoto. Então espero que eles percebam isto – ressaltou.


Após largar em último por não participar do treino classificatório, Rubinho fez uma boa corrida de recuperação, com direito a várias ultrapassagens já na primeira volta, e terminou no 12º lugar, perto da zona de pontuação. Barrichello destacou seu desempenho na prova.


– Fiz o máximo que pude e no fim da primeira volta já estava em 18º. Foi uma boa recuperação, estou feliz. Lutei durante o tempo todo, fiz boas ultrapassagens e é uma pena ninguém ter abandonado porque eu estava lutando pelo 11º lugar na última volta. Com o carro que tínhamos, acho que foi o melhor que podíamos fazer. Foi frustrante ficar fora do treino classificatório, mas pelo menos eu tive o que queria de um fim de semana, que é uma corrida agressiva, onde lutei até o fim – comemorou , em entrevista à revista inglesa “Autosport”.


Depois de amargar a pior posição de largada em seus 19 anos de carreira na categoria, Rubinho garantiu que largar no fim do pelotão é mais complicado do que partir da pole position.


– A pressão é maior em largar em último do que em primeiro, para ser honesto. Você não sabe o que está a frente de você, você não saber se os carros estarão mais lentos a sua frente – explicou.

Jornal Midiamax