Internos do Estabelecimento Penal de Rio Brilhante foram capacitados a fabricar produtos de limpeza. Utilizando materiais como soda, sebo derretido e essências, os reeducandos produziram desde detergentes e amaciantes a sabão em pó.

A capacitação foi realizada esta semana por meio de uma pareceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul (Agepen) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), que ofereceu, gratuitamente, a instrução do curso. Treze internos foram qualificados.

De acordo com o diretor do Estabelecimento Penal, Manoel Machado da Silva, a ideia agora é criar um setor no presídio específico para a produção de materiais de limpeza, com utilização de mão de obra prisional. “Assim, utilizaremos na unidade penal o que for produzido, e ainda estaremos dando ocupação produtiva aos internos”, ressalta o dirigente.

Somente nos últimos quatro meses cerca de 60 internos da unidade penal de Rio Brilhante receberam qualificação em diferentes áreas como informática, corte e costura e manejo de hortas.

O “Curso Básico de Fabricação de Produtos de Limpeza” encerra a programação de cursos deste ano no presídio, já estando previsto mais um de informática básica para fevereiro do ano que vem. “Nossa intenção é que – com parcerias como a do Senar, Conselho da Comunidade e Poder Judiciário – todos os nossos reeducandos recebam algum tipo de qualificação profissional até o segundo semestre de 2012”, comenta Machado.