O ministro da Integração Nacional, Fernando Coelho Bezerra, assina nesta quinta-feira (24), no Parque Tecnológico Itaipu, em Foz do Iguaçu, o decreto de instalação dos núcleos regionais de fronteira dos estados do Paraná, Pará, de Mato Grosso do Sul e Rondônia. Uma das finalidades do governo federal é reverter o baixo padrão de desenvolvimento observado em algumas áreas de fronteira, incluindo dificuldade de acesso a bens e serviços públicos e o baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano).

A faixa de fronteira do Brasil concentra 10% da população, distribuída em 588 municípios de 11 estados que fazem fronteira com dez países.

Segundo informações da Hidrelétrica de Itaipu, o lançamento será durante o seminário Brasil – União Europeia sobre Políticas Regionais em Áreas de Fronteira e 1º Encontro Anual de Núcleos Estaduais de Fronteira.

Pela manhã, serão discutidos os temas Oportunidades de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Áreas de Fronteira, Gestão e Infraestrutura Fronteiriça e Produtividade e Sustentabilidade como Fatores de Desenvolvimento e Cooperação Fronteiriços: Um Novo Olhar.

O trabalho nos núcleos será coordenado por um colegiado, formado por pessoas e instituições locais, que vão apresentar suas propostas aos governos municipal, estadual e federal.

A faixa fronteiriça do Paraná é formada por 139 municípios, localizados em grande parte nas regiões oeste e sudoeste, em fronteiras com a Argentina e o Paraguai.