Geral

Médicos descartam amputação em piloto da F1

O empresário de Robert Kubica, que sofreu um grave acidente durante uma prova de rali, neste domingo (6), na Itália, afirmou que a principal dificuldade dos médicos é restabelecer os movimentos da mão do piloto. Daniele Morelli afirmou que a hipótese de amputação já foi descartada, porque os cirurgiões conseguiram estancar uma hemorragia interna e […]

Arquivo Publicado em 06/02/2011, às 21h55

None

O empresário de Robert Kubica, que sofreu um grave acidente durante uma prova de rali, neste domingo (6), na Itália, afirmou que a principal dificuldade dos médicos é restabelecer os movimentos da mão do piloto.


Daniele Morelli afirmou que a hipótese de amputação já foi descartada, porque os cirurgiões conseguiram estancar uma hemorragia interna e reduzir as fraturas.


– Os cirurgiões estão tentando fazer com que recupere as funções. Já revascularizaram a artéria e reduziram as fraturas, e agora têm que pensar nas funções musculares.


Kubica sofreu o acidente no início da disputa do rali Ronde di Andora, disputado próximo à cidade de Gênova. Depois de cerca de 4 km de prova, ele perdeu o controle de seu carro, um Skoda Fabia, e se chocou em alta velocidade contra o muro de uma igreja. Segundo informações da imprensa italiana, ele passou com o carro sobre a raiz de uma árvore e perdeu aderência.

Jornal Midiamax