O inglês Lewis Hamilton e o brasileiro Felipe Massa criaram uma rivalidade nesta temporada da Fórmula 1. Os dois pilotos se envolveram em seis incidentes durante o campeonato e o clima entre eles esquentou com declarações ácidas. Mas, depois da disputa do GP do Brasil, neste domingo, em Interlagos, fizeram as pazes.

Hamilton tomou a iniciativa de interromper a entrevista de Massa no paddock, depois da prova deste domingo, para abraçá-lo e “selar” a amizade. “Foi bom ter uma conversa legal com o Felipe depois da corrida. Eu tenho bastante respeito por ele e estou ansioso para enfrentá-lo de novo no próximo ano”, disse o inglês da McLaren.

Sem completar a prova, por causa de problemas no carro, Hamilton terminou a temporada apenas na quinta colocação. Apesar disso, a McLaren teve motivos para comemorar neste domingo em Interlagos. Com o terceiro lugar no GP do Brasil, o outro piloto da equipe, o também inglês Jenson Button, assegurou o vice-campeonato da Fórmula 1.

Button terminou o campeonato com 270 pontos, atrás apenas do alemão Sebastian Vettel, que foi campeão com 392. Assim, o inglês da McLaren superou o outro piloto da Red Bull, o australiano Mark Webber, que chegou aos 258 pontos após vencer o GP do Brasil neste domingo e ficou com a terceira colocação no Mundial de Pilotos.

Para Button, após um campeonato longo e difícil, em que a Red Bull dominou completamente, é hora de festejar o bom desempenho da McLaren. “Acho que nesta noite não devemos pensar muito no próximo ano. Nós devemos comemorar o que fizemos neste ano. Não foi perfeito, mas, no geral, foi uma temporada razoável”, comemorou o inglês.