Geral

Google é autorizado a comprar empresa de anúncios online

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos deu na sexta-feira (2) a permissão para o Google comprar a empresa de anúncios online Admeld.A divisão de antimonopólio do Departamento afirmou que após revisar o caso não considera que a operação “prejudicará substancialmente a concorrência na venda e publicação de anúncios online”, embora tenha dito que vigiará […]

Arquivo Publicado em 04/12/2011, às 14h22

None

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos deu na sexta-feira (2) a permissão para o Google comprar a empresa de anúncios online Admeld.
A divisão de antimonopólio do Departamento afirmou que após revisar o caso não considera que a operação “prejudicará substancialmente a concorrência na venda e publicação de anúncios online”, embora tenha dito que vigiará para que o mesmo não venha a acontecer futuramente.


Desta forma, o Google, que anunciou a operação em junho, recebe assim sinal verde para adquirir por US$ 400 milhões a empresa Admeld, fundada em 2007, e um dos principais operadores de anúncios na internet.


As autoridades americanas determinaram que após a integração da Admeld à empresa, os anunciantes poderão recorrer a um amplo número de plataformas para a publicação de um anúncio na web.


A empresa, que gerencia o maior buscador da internet, conseguiria com esta compra diversificar os serviços que oferece a anunciantes e novos clientes.


Em comunicado em seu blog, o gigante tecnológico se mostrou satisfeito com a decisão do Departamento de Justiça e informou que concluirão a transação nos próximos dias para começar a melhorar os produtos e serviços oferecidos a seus clientes.


Segundo analistas, a publicidade na internet está superando em importância à convencional, enquanto serviços como Facebook, Yahoo! e Google competem para ganhar uma fração maior do mercado.


O Google já investiu na compra de um grande número de pequenas empresas dedicadas à internet e telefonia celular com a intenção de aumentar sua presença no emergente mercado dos conteúdos multimídia e banda larga móvel.


Atualmente, tem pendente a autorização para adquirir o fabricante de celulares Motorola, por US$ 12,5 bilhões.

Jornal Midiamax