Geral

Flamengo perde do Coritiba e fica mais longe do título do Brasileirão

O Flamengo praticamente deu adeus ao título brasileiro neste domingo. Com uma apresentação abaixo da crítica, a equipe carioca foi presa fácil para o Coritiba, no Couto Pereira, derrotada por 2 a 0 nesta tarde, pela 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado negativo, parou nos 55 pontos, a seis do Corinthians. Para piorar, […]

Arquivo Publicado em 13/11/2011, às 21h55

None

O Flamengo praticamente deu adeus ao título brasileiro neste domingo. Com uma apresentação abaixo da crítica, a equipe carioca foi presa fácil para o Coritiba, no Couto Pereira, derrotada por 2 a 0 nesta tarde, pela 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado negativo, parou nos 55 pontos, a seis do Corinthians. Para piorar, fecha a rodada em sexto, fora da zona de classificação para a Copa Libertadores, ocupando o posto de pior carioca.

O Coritiba, por sua vez, comprovou novamente que o Estádio Couto Pereira faz bem ao time. Foi a 28.ª vitória em casa no ano, onde empatou outras quatro vezes e perdeu apenas uma partida. Os 51 pontos somados mantêm as esperanças do time paranaense de conseguir uma vaga para a Libertadores.

JOGO

Os dois times entraram com proposta tática semelhante de privilégio ao ataque. Mas logo as defesas mostraram que estavam bem postadas, com forte marcação sobre o adversário. A expectativa de ambos os lados estava em uma possível falha, que pudesse permitir avanço mais objetivo. Os erros aconteceram por parte do Flamengo e foram fatais. No primeiro, aos 29 minutos, após cobrança de falta, Leonardo estava livre diante do goleiro e não teve dificuldades para marcar.

A marcação do Coritiba era muito mais eficiente e o time da casa foi crescendo com o apoio da torcida. Aos 35 minutos, Maranhão roubou uma bola de Ronaldinho Gaúcho, no meio de campo, avançou até a área e arriscou o chute. A bola desviou na defesa e encobriu Felipe. Aos 37, Ronaldinho reclamou de pênalti e a revolta estendeu-se ao intervalo, quando o árbitro foi cercado pelos jogadores flamenguistas.

O Flamengo voltou com o objetivo de pressionar, mas continuou encontrando uma defesa bem postada à frente, que saia com rapidez para os contra-ataques. O nervosismo era visível nos jogadores flamenguistas, que reclamavam muito do juiz, erravam passes e tentavam arremates de longa distância. O Coritiba, ao contrário, até o fim do jogo criou boas oportunidades para ampliar, entusiasmando a torcida que chegou a gritar “olé”.

Jornal Midiamax