Geral

Em Pontã Porã, escola rural tem projeto mandala

Um dos projetos educacionais mais importantes da Escola Pólo Municipal Rural Graça de Deus, em Ponta Porã, une a teoria e prática nas atividades pedagógicas desenvolvidas diariamente naquele estabelecimento de ensino localizado na região do Capeí. Trata-se da mandala, uma horta circular de baixo custo que facilita a produção de alimentos. Nela é possível cultivar […]

Arquivo Publicado em 02/12/2011, às 13h10

None

Um dos projetos educacionais mais importantes da Escola Pólo Municipal Rural Graça de Deus, em Ponta Porã, une a teoria e prática nas atividades pedagógicas desenvolvidas diariamente naquele estabelecimento de ensino localizado na região do Capeí.

Trata-se da mandala, uma horta circular de baixo custo que facilita a produção de alimentos. Nela é possível cultivar uma diversidade de plantas, através do fácil manejo e respeitando as condições naturais. Inclusive a horta mandala pode ser uma alternativa para a agricultura familiar.

O projeto da mandala é desenvolvido na escola com o objetivo de proporcionar as condições para as aulas práticas. Nela, é possível desenvolver os mais diversos tipos de atividades pedagógicas, envolvendo as disciplinas ministradas pelo corpo docente da escola.

Uma das grandes vantagens da mandala é a constante produção de alimentos que são utilizados na complementação da merenda servida na escola, enriquecendo o cardápio diariamente.

O responsável pela mandala é o Professor Eronides Vital. Segundo ele, o projeto favorece o desenvolvimento de atividades durante todo o ano letivo. “são varias as tarefas que precisam ser desenvolvidas no dia a dia, como limpeza, plantio, transplante de mudas, cuidado com as plantas, entre outras. Há uma participação efetiva dos alunos que aprendem bastante e passam a gostar das atividades”, afirmou.

A diretora da escola, Professora Ingrid Landolfi, informou que o projeto da mandala é um dos mais importantes desenvolvidos pelos professores e alunos: “nossos alunos moram em propriedades rurais e também na comunidade indígena próxima da escola. Os ensinamentos repassados aqui são de grande valia no dia a dia de cada um”, assegurou.

Jornal Midiamax