Geral

Dilma diz que não é preciso derrubar o crescimento para controlar a inflação

A presidenta Dilma Rousseff afirmou hoje (17) que não é preciso derrubar o crescimento econômico do país para conter a inflação. Dilma afirmou que esse controle pode ser feito com a manutenção do crescimento e o aumento da oferta de bens e serviços, o que gera empregos. A presidenta disse ainda que não negocia com […]

Arquivo Publicado em 17/03/2011, às 15h30

None

A presidenta Dilma Rousseff afirmou hoje (17) que não é preciso derrubar o crescimento econômico do país para conter a inflação. Dilma afirmou que esse controle pode ser feito com a manutenção do crescimento e o aumento da oferta de bens e serviços, o que gera empregos. A presidenta disse ainda que não negocia com a inflação.

“Temos que pensar que quanto mais crescemos, mais equilibrado será nosso crescimento e não o inverso. Tem gente que acha que você só controla a inflação derrubando o crescimento econômico, mas só se controla a inflação controlando a inflação e não negociando com ela. Também se controla a inflação fazendo o país crescer, aumentando a oferta de bens e serviços. Que o país possa ter oferta de bens e serviços que gerem uma coisa preciosa que é o emprego”, disse ao discursar em cerimônia em Uberaba (MG).

A presidenta afirmou também que o Brasil não pode ter uma taxa de crescimento semelhante a um “voo da galinha” que tem altos e baixos. “Queremos um crescimento constante que se mantenha. Vai ter anos que vamos crescer muito mais, mas queremos manter um patamar de crescimento”.

Dilma fez hoje a primeira visita a sua terra natal, Minas Gerais, após assumir a Presidência da República. Ela participou da cerimônia de assinatura de um protocolo de intenções entre a Petrobras, o governo do estado e a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) para a construção de uma fábrica de amônia em Uberaba (MG).

Jornal Midiamax