Geral

Diego Souza tem atuação de gala e líder Vasco goleia

Com uma atuação de gala de Diego Souza – três gols, sendo o último de placa -, o Vasco goleou o Cruzeiro por 3 a 0 na Arena do Jacaré, neste domingo, e se manteve na liderança. De quebra, o Cruz-Maltino abriu dois pontos para o segundo colocado, agora o Corinthians, e acabou beneficiado pelo […]

Arquivo Publicado em 26/09/2011, às 01h30

None
589833505.jpg

Com uma atuação de gala de Diego Souza – três gols, sendo o último de placa -, o Vasco goleou o Cruzeiro por 3 a 0 na Arena do Jacaré, neste domingo, e se manteve na liderança. De quebra, o Cruz-Maltino abriu dois pontos para o segundo colocado, agora o Corinthians, e acabou beneficiado pelo empate em 2 a 2 entre Botafogo e São Paulo.


O Cruzeiro agora acumula sete partidas sem vencer e se aproxima ainda mais da zona de rebaixamento. A situação poderia ter ficado pior porque os rivais que estão na zona da degola não venceram na rodada – o Ceará joga ainda neste domingo.



gora, o Vasco terá um confronto direto contra o vice-líder Corinthians, em São Januário, no próximo domingo, às 16h. No mesmo dia, o Cruzeiro vai até Porto Alegre, onde encara o Grêmio, às 18h.


O JOGO


As duas equipes jogavam com apenas um atacante – Bobô pelo Cruzeiro e Elton pelo Vasco. Apesar da formação tática semelhante, a Raposa preferia ter o domínio da bola, enquanto os cariocas apostavam nos contragolpes. Aos quatro minutos, Montillo recebeu bola na frente, se livrou da marcação de Renato Silva e bateu, com perigo, por cima do gol de Fernando Prass. Aos sete, o Vasco teve sua primeira chance: após bela triangulação, Diego Souza girou e chutou no canto, Fábio caiu e fez a defesa.


Aos 11, Márcio Careca roubou bola no meio de campo, tabelou com Diego Souza e recebeu em condição de marcar. O lateral-esquerdo escolheu o canto, mas Fábio fez defesa espetacular e mandou para escanteio. No minuto seguinte, Diego Souza dominou no peito e emendou de bicicleta, que explodiu na trave. No entanto, o meia já estava impedido. Aos 18, Montillo cobrou falta, Victorino desviou e Roger, impedido, mandou para as redes. O assistente anulou o gol.


Aos 20, Vitor deu passe açucarado para Bobô, o centroavante girou, mas finalizou em cima de Fernando Prass. Aos 30, Juninho cobrou falta na primeira trave, Diego Souza desviou e Fábio fez grande defesa. Aos 35, Roger cobrou com perfeição, Roger cabeceou, livre, muito mal e perdeu gol incrível. Aos 38, Diego Souza recebeu no mano a mano, se livrou de Cribari e finalizou cruzado, sem chances para o goleiro da Raposa e enfim abriu o placar.


ETAPA FINAL


Logo no começo o Vasco começou com uma boa chance. Juninho bateu falta, Fábio defendeu parcialmente. No rebote, aos dois minutos, Elton chutou cruzado e o goleiro celeste salvou novamente. O Cruzeiro insistia nos cruzamentos buscando Bobô no início do segundo tempo, mas a zaga vascaína conseguia levar a melhor na maioria das jogadas.


Aos 14 minutos, mais uma linda jogada do Vasco: Juninho lançou Fagner, o lateral-direito cruzou, a bola chegou para Diego Souza, que só empurrou para as redes. Aos 22, Roger soltou um foguete, em cobrança de falta e Fernando Prass impediu o gol.


Aos 30, depois de uma chance desperdiçada por Márcio Careca, Diego Souza recebeu lançamento em velocidade, Marquinhos Paraná impediu a progressão do meia e foi expulso. Na cobrança da falta, Juninho buscou o ângulo, mas a bola foi para fora. Se o Cruzeiro já estava mal com 11 jogadores, com um a menos então…


Aos 35, veio o golpe derradeiro. Um golaço. Juninho colocou Diego Souza na cara do gol, o meia deu um chapéu no goleiro Fábio e marcou um gol de placa. Aos 40, Juninho queria dilatar ainda mais o marcador. Finalizou no alto, Fábio espalmou para fora. Aos 41, Elber avançou em velocidade e chutou com violência, mas a bola foi para fora.

Jornal Midiamax