Geral

Denúncias de fraudes em hospitais derrubam coordenador da Saúde

O coordenador de Serviços da Saúde de São Paulo, Ricardo Tardelli, pediu demissão no início da manhã desta segunda-feira, 20, após ter seu nome vinculado à investigação do Ministério Público sobre fraudes nos hospitais da cidade de Sorocaba, no interior de São Paulo. Em nota, o coordenador afirmou que pediu demissão para garantir uma maior […]

Arquivo Publicado em 20/06/2011, às 15h14

None

O coordenador de Serviços da Saúde de São Paulo, Ricardo Tardelli, pediu demissão no início da manhã desta segunda-feira, 20, após ter seu nome vinculado à investigação do Ministério Público sobre fraudes nos hospitais da cidade de Sorocaba, no interior de São Paulo.


Em nota, o coordenador afirmou que pediu demissão para garantir uma maior transparência nas investigações do caso. O pedido do ex-coordenador foi aceito. Ricardo Tardelli também nega que tenha conhecimento da existência de um esquema organizado envolvendo fraude em plantões estaduais. Ainda segundo as informações da assessoria de Tardelli, a Secretaria já determinou uma auditoria dos plantões em todos os hospitais estaduais, além da instalação de pontos eletrônicos.


No domingo, 20, o secretário de Esporte, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo, Jorge Pagura, também deixou o cargo após ter seu nome envolvido no esquema. Pagura é neurocirurgião e, de acordo com escutas telefônicas obtidas pela promotoria, teria recebido pagamento do Estado por plantões não trabalhados no Hospital de Sorocaba em 2009 e 2010.


As gravações foram divulgadas ontem no programa Fantástico, da TV Globo. Na semana passada, 13 pessoas foram presas por envolvimento em um esquema de fraude em plantões. Os profissionais foram acusados de não trabalharem nos plantões mas, mesmo assim, receberem pagamentos pelo serviço. Só no Hospital de Sorocaba, segundo o Fantástico, as fraudes teriam causado um rombo de mais de R$ 2 milhões.

Jornal Midiamax