Geral

Crise gerou redução de filantropia e aumento de responsabilidade social, diz ONU

O  diretor executivo para o Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU), Georg Kell, disse hoje (19) que a crise econômica internacional provocou a redução de filantropia envolvendo indivíduos e aumentou a responsabilidade social das empresas. O Pacto Global da ONU foi uma iniciativa criada em 1999, no Fórum Econômico Mundial de Davos, na […]

Arquivo Publicado em 19/10/2011, às 16h41

None

O  diretor executivo para o Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU), Georg Kell, disse hoje (19) que a crise econômica internacional provocou a redução de filantropia envolvendo indivíduos e aumentou a responsabilidade social das empresas. O Pacto Global da ONU foi uma iniciativa criada em 1999, no Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, para incentivar a ação de pessoas e empresas em várias áreas de responsabilidade social.


“[Com a crise] o compromisso filantrópico da humanidade diminuiu no que se refere a doações de dinheiro. Mas o compromisso estratégico de responsabilidade corporativa aumentou porque é visto como parte da agenda de risco. Isso é visto como parte da questão de lidar com a incerteza”, disse Kell.


Atualmente, 8 mil instituições de 135 países, das quais 1.000 empresas, fazem parte do Pacto Global da ONU. Segundo o diretor, o aumento de investimentos de empresas em ações estratégicas de responsabilidade social se deve à busca pela construção de uma nova forma de conduzir os negócios.


Pela propostas de criação do Pacto Global das Nações Unidas, as instituições e empresas doadoras recebem a recomendação de por em prática a defesa da preservação e defesa dos direitos humanos, das normas trabalhistas, do meio ambiente e do combate à corrupção.

Jornal Midiamax