Geral

Começa nesta quarta em seis cidades programa de profissionalização industrial

Para colocar os jovens em contato direto com a educação profissional e orientar sobre a escolha de uma profissão na indústria, começa nesta quinta-feira (200) e prossegue até sábado (22) nas unidades de Campo Grande, Corumbá, Dourados, Naviraí, Rio Verde e Três Lagoas o Senai Casa Aberta. Este é o 2º ano que o programa […]

Arquivo Publicado em 19/10/2011, às 11h13

None

Para colocar os jovens em contato direto com a educação profissional e orientar sobre a escolha de uma profissão na indústria, começa nesta quinta-feira (200) e prossegue até sábado (22) nas unidades de Campo Grande, Corumbá, Dourados, Naviraí, Rio Verde e Três Lagoas o Senai Casa Aberta.


Este é o 2º ano que o programa será realizado em Mato Grosso do Sul. No ano passado pelo menos 2,5 mil estudantes dos ensinos fundamental e médio da capital, Dourados, Naviraí e Nova Andradina visitaram as unidades do Senai.


A coordenadora da Cope (Coordenação de Cooperação e Projetos Especiais) do Senai, Ilana Coutinho de Alencar, informa que o Programa Senai Casa Aberta foi iniciado em 2007 na cidade de Joinville (SC) e estendeu-se em 2009 para outras 60 unidades do Senai em oito Estados.


“Em 2010, realizamos pela primeira vez que em Mato Grosso do Sul, simultaneamente com outras 303 unidades da entidade espalhadas pelas 27 unidades da Federação. Trata-se de uma oportunidade única para que a população e os futuros profissionais conheçam mais sobre o Senai e descubram todos os caminhos que a entidade oferece para a melhor formação profissional”, pontuou.


Segundo o gerente da FatecSenai Campo Grande, Artur Quintella, no ano passado, a unidade conseguiu despertar o interesse dos jovens com relação às oportunidades que a entidade e as indústrias oferecem.


“Foi gratificante ver que eles procuraram conhecer as áreas de atuação, assim como conversar com os instrutores. Essa interação reforça a importância do Senai na vida deles, sendo assim um ingrediente fundamental na tomada de decisão com relação à opção profissional”, declarou.


Para a gerente do CetecSenai Naviraí, Sandra Denega, foi um resultado muito interessante a 1ª edição do Senai Casa Aberta, pois possibilitou uma maior interação da comunidade com os instrutores.


Já o gerente do CetecSenai Dourados, Gilberto Evídeo Schaedler, destacou que os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer a metodologia de ensino-aprendizagem da entidade.


“Temos uma metodologia que contribui para a formação de cidadãos alinhados com as necessidades das indústrias. Por meio do Senai Casa Aberta, tivemos a oportunidade de expor isso aos estudantes, além de mostrar a interação da unidade com as indústrias para formação profissional dos trabalhadores, contribuindo de forma significativa para o desenvolvimento da região”, analisou.

Jornal Midiamax