Geral

Com sociedade no Estado, artistas terão acesso mais fácil aos direitos autorais

Será lançado hoje (15) em Campo Grande, uma unidade da Sociedade Brasileira de Administração e Proteção de Direitos Intelectuais (Socinpro), representada no Estado pela cantora sul-mato-grossense Bruna Campos. A unidade atenderá artistas, intérpretes, músicos acompanhantes, regentes, produtores musicais, versionistas e compositores de todo o Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e art...

Arquivo Publicado em 15/03/2011, às 11h27

None

Será lançado hoje (15) em Campo Grande, uma unidade da Sociedade Brasileira de Administração e Proteção de Direitos Intelectuais (Socinpro), representada no Estado pela cantora sul-mato-grossense Bruna Campos.

A unidade atenderá artistas, intérpretes, músicos acompanhantes, regentes, produtores musicais, versionistas e compositores de todo o Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e artistas do Brasil, em trânsito por Campo Grande.

Segundo a cantora Bruna Campos, que é proprietária de uma editora, o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) só faz a arrecadação e a distribuição do dinheiro dos artistas para as sociedades, que geralmente são em São Paulo ou no Rio de Janeiro. Com a Socinpro no Estado irá facilitar a comunicação com os artistas que poderão buscar informações já no local.

“A importância de administrar a sociedade no Estado para mim é poder orientar os artistas, com informações rápidas e fáceis, além disso, podemos agregar valor aos profissionais da área”, destaca Bruna.

A Socinpro foi fundada em 1962 e voltada para a defesa do direito autoral e para a gestão dos direitos de execução pública musical. Trabalha ao lado de outras nove associações, administrando o Ecad, único órgão de cobrança desses direitos no território nacional.

O objetivo da sociedade é orientar em relação aos procedimentos necessários para recebimento e defesa de direitos autorais musicais, filiando os artistas, verificando créditos retidos junto ao Ecad e tirando dúvidas relacionadas ao processo criativo musical como um todo.

Jornal Midiamax