Geral

Cesta Básica da Cultura chega à 11ª edição e distribui 20 mil livros a 70 entidades

Hoje, segunda-feira (28) o professor, escritor e teatrólogo Américo Calheiros, presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, faz a entrega da 11ª edição da Cesta Básica da Cultura, projeto social de incentivo a leitura e literatura regional. A iniciativa foi idealizada logo que Calheiros ingressou na Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, no ano […]

Arquivo Publicado em 28/11/2011, às 12h41

None

Hoje, segunda-feira (28) o professor, escritor e teatrólogo Américo Calheiros, presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, faz a entrega da 11ª edição da Cesta Básica da Cultura, projeto social de incentivo a leitura e literatura regional. A iniciativa foi idealizada logo que Calheiros ingressou na Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, no ano de 2000. A distribuição será realizada às 19 horas, no Teatro Aracy Balabanian, no Centro Cultural José Octávio Guizzo.


O projeto consiste na entrega anual de cestas compostas por livros, em sua maioria de autores regionais, que enriquecem o acervo das entidades assistenciais e se revertem na ampliação e no reforço da paixão pela leitura.


A Cesta Básica da Cultura também busca incentivar a formação de bibliotecas e entidades similares e reforçar as já existentes, divulgar o livro como fonte de conhecimento, enaltecer o trabalho do autor regional e o mais importante: fortalecer o gosto pela leitura.


“A Cesta Básica da Cultura chega nesta edição o quase 20 mil livros distribuídos. Para consolidar essa proposta, foram realizadas parcerias com o governo do Estado, por meio de sua Fundação de Cultura, com a Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, editoras e escritores que atuam no Estado”, explica Calheiros.


Este ano 70 entidades da Capital e do interior que atuam na área educacional e sócio-cultural serão contempladas com a Cesta Básica da Cultura, que possui 60 títulos por cesta.


“Este é um dos projetos de difusão literária mais abrangentes do Estado por distribuir centenas de títulos regionais e deixar ao alcance da população diversas obras produzidas anualmente em Mato Grosso do Sul. É uma idéia que movimenta a máquina literária que sacode as entidades da literatura estadual”, analisa o presidente da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, Reginaldo Alves de Araújo.


“Para chegar a essa 11ª edição, atingindo a marca de quase 20 mil livros doados a diversas entidades, tenho que destacar e agradecer às importantes parcerias institucionais e principalmente aos escritores que abraçaram essa idéia. A leitura é preponderante na formação cultural de uma nação. Contribuir com isso me gratifica”, afirma o professor Américo Calheiros.
Dentre os doadores de livros deste ano destacam-se a Academia Sul-Mato-Grossense de Letras; Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul; Editora Paulus; E.E Adventor Divino de Almeida; Fundação Manoel de Barros; Governo do Estado; Prefeitura de Campo Grande; Editora Life; Fundação Cultural de São Gabriel do Oeste; Omep (Organização Mundial Para Educação Pré-Escolar); Alisolete Weingartner; Americo Calheiros; Ariadne Cantu; Arthur Jorge do Amaral; Luiz Alfredo Magalhães; Maria Augusta Castilho; Nilda Coelho; Ileides Muller e Rosemari Grindi.

Jornal Midiamax