Geral

Campo-grandense fatura ouro no Pan, é desclassificado, mas recupera a medalha

O campo-grandense Leonardo de Deus, de 20 anos, venceu a prova dos 200m borboleta na noite desta segunda-feira (17), no Pan-Americano de Guadalajara (México), mas acabou desclassificado por ter competido com um patrocínio em sua touca, o que não é permitido. Aos prantos no vestiário, o nadador, que marcou o tempo de 1m57s92, recebeu a notícia […]

Arquivo Publicado em 18/10/2011, às 00h50

None
220009850.jpg

O campo-grandense Leonardo de Deus, de 20 anos, venceu a prova dos 200m borboleta na noite desta segunda-feira (17), no Pan-Americano de Guadalajara (México), mas acabou desclassificado por ter competido com um patrocínio em sua touca, o que não é permitido.


Aos prantos no vestiário, o nadador, que marcou o tempo de 1m57s92, recebeu a notícia de que a organização da prova recuou alegando que a culpa foi do fiscal que liberou o nadador. O atleta, que disputa seu primeiro Pan, pôde comemorar, enfim, a medalha de ouro.


Após a reviravolta, a medalha de prata ficou mesmo com o americano Daniel Lawrence Madwed, que fez o tempo de 1m58s52. A terceira colocação ficou com o favorito Kaio Márcio, com a marca de 1m58s78.


“Quanto mais difícil melhor, né. Todos os mexicanos, todo mundo viu que eu ganhei a prova. O que importa é que está tudo bem. Só tenho a agradecer a Deus e à organização, por reconhecer o campeão da prova. A justiça foi feita. É a medalha mais sofrida do Brasil até agora”, comemorou, em entrevista ao Globoesporte.


Com a conquista de Leonardo, o Brasil chegou ao seu oitavo ouro na competição – o quinto apenas na natação – e segue na segunda colocação no quadro geral de medalhas, atrás apenas dos Estados Unidos, que possui 16 medalhas douradas.


(material editado às 22h20 para a mudança de informações)

Jornal Midiamax