Geral

Câmara dos Deputados vai abrir sindicância para apurar denúncias contra Lupi

A Câmara dos Deputados irá abrir sindicância para apurar se o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, acumulou cargos públicos simultâneos como assessor parlamentar da Câmara dos Deputados e da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, entre dezembro de 2000 e novembro de 2005. A anúncio foi feito pelo presidente da Casa, deputado Marco Maia (PT-RS). […]

Arquivo Publicado em 02/12/2011, às 00h45

None

A Câmara dos Deputados irá abrir sindicância para apurar se o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, acumulou cargos públicos simultâneos como assessor parlamentar da Câmara dos Deputados e da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, entre dezembro de 2000 e novembro de 2005. A anúncio foi feito pelo presidente da Casa, deputado Marco Maia (PT-RS).


Marco Maia havia pedido à Diretoria-Geral da Casa, um levantamento sobre o período em que Lupi ocupou cargo na Câmara e sobre as regras que vigoravam na época, para saber se ele poderia ocupar o cargo e prestar serviços no Rio de Janeiro. O pedido do presidente da Câmara foi por causa de denúncias contra o ministro publicadas pela imprensa.


Ele disse que as regras para os ocupantes de cargos comissionados (CNEs) permitiam, à época, a existência de funcionários da Câmara em outros estados, mas que não sabe se poderia haver trabalhos simultâneos. “Hoje fomos informados de que havia uma segunda contratação. A sindicância vai ajudar a apurar se de fato isso aconteceu”.

Jornal Midiamax