Geral

Bovespa cai quase 2% e papéis do Panamericano disparam de novo

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda nesta quarta-feira (2), praticamente anulando os ganhos da véspera – quando subiu 1,91%. O Ibovespa recuou 1,71%, aos 66.688 pontos. O volume financeiro atingiu R$ 7,52 bilhões. Na semana, o principal indicador da bolsa paulista se mantém praticamente estável, com discreta queda de 0,01%; […]

Arquivo Publicado em 02/02/2011, às 21h11

None

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda nesta quarta-feira (2), praticamente anulando os ganhos da véspera – quando subiu 1,91%.


O Ibovespa recuou 1,71%, aos 66.688 pontos. O volume financeiro atingiu R$ 7,52 bilhões. Na semana, o principal indicador da bolsa paulista se mantém praticamente estável, com discreta queda de 0,01%; no ano, porém, o índice acumula queda de 3,77%.


Os papeis ligados à construção civil pesaram no Ibovespa nesta quarta-feira. Entre as principais quedas, as ações da Cyrela Realty ON recuaram 4,97%, a R$ 18,15; os papéis da MRV ON tiveram queda de 4,92%, a R$ 14,30; e as ações da Gafisa ON caíram 4,90%, a R$ 10,08.


A principal alta ficou com os papéis da blue chip Petrobras, que subiram 1,30%, a R$ 31,09. As ações da Embraer ON tiveram alta de 1,17%, a R$ 13,80 e as da TIM Participações PN ganharam 0,81%, a R$ 6,19.


Fora da carteira do Ibovespa, a maior alta do dia ficou, mais uma vez, com as ações do Panamericano PN, que dispararam 26,44%, a R$ 6,60. Na véspera, os papéis tinham subido 22,54%.

Jornal Midiamax