Geral

Três Lagoas, juiz quer evitar filas para justificativa

A contagem regressiva para as eleições já começou. Hoje (24), faltam nove dias para os eleitores decidirem os futuros representantes do país. Para esclarecer alguns assuntos sobre este período, o juiz da 9ª Zona Eleitoral, Renato de Liberali, de Três Lagoas, recebeu a reportagem do Hojems e repassou informações básicas que o eleitor deve saber. […]

Arquivo Publicado em 24/09/2010, às 17h48

None

A contagem regressiva para as eleições já começou. Hoje (24), faltam nove dias para os eleitores decidirem os futuros representantes do país. Para esclarecer alguns assuntos sobre este período, o juiz da 9ª Zona Eleitoral, Renato de Liberali, de Três Lagoas, recebeu a reportagem do Hojems e repassou informações básicas que o eleitor deve saber.


REUNIÕES

O magistrado iniciou falando sobre reunião na próxima quarta-feira (29) entre os juízes da 9ª e 51ª zonas eleitorais e os delegados e fiscais dos partidos. Na ocasião, eles terão conhecimento do que será ou não permitido no dia 03 de outubro. A reunião será no Tribunal do Júri, a partir das 19h. Já no dia 30, a partir das 8h, no mesmo local, a reunião será com as polícias Militar, Federal e Civil, para tratar sobre a fiscalização no dia das eleições.



JUSTIFICATIVA


O processo de industrialização trouxe para Três Lagoas trabalhadores de outras localidades. Muitos não terão oportunidade de votar em seu município de origem, sendo obrigado justificar seu voto. Um dos problemas que o juiz quer evitar este ano são as filas que se formam durante esse procedimento.


O juiz ressalta que a justificativa poderá ser feita no Fórum Eleitoral até 60 dias após as eleições. O eleitor preencherá um formulário e entregará para o servidor do cartório eleitoral. No dia das eleições, os eleitores de outras localidades deverão entregar a justificativa na faculdade Uniderp, na Avenida Rosário Congro.


A 9ª zona eleitoral também já encaminhou para as indústrias da cidade com maior número de trabalhadores de outras regiões, os formulários para serem preenchidos nas próprias empresas.


Outro meio de retirar o formulário, segundo o juiz, será pela internet, através do site www.tre-ms.gov.br, na aba direita da página. Após preenchido, o canhoto deve ser encaminhado para o Fórum Eleitoral da cidade. Ou então, nas seções eleitorais onde serão realizadas as eleições.


Vale ressaltar que deverão ser exigidos durante a entrega do requerimento a carteira de identidade ou documento oficial, como carteira de trabalho ou de motorista; o certificado de reservista (para os homens). O formulário deverá ser assinado na presença do mesário.


DOCUMENTO COM FOTO


De Liberali reforça que a partir destas eleições, além do título de eleitor, a pessoa deverá estar munida com algum documento oficial com foto. Aqueles que perderam o título de eleitor terão a oportunidade de retirar a segunda via até o dia 30 deste mês.


VOTO CONSCIENTE


E por fim, o juiz ressalta que o eleitor é dono do seu voto. Por isso, ele deve ser feito de forma livre, consciente e não deve aceitar nenhuma oferta de nenhum candidato. Além disso, lembra que um dos recursos que poderão ser utilizado nestas eleições é a colinha. “O eleitor deverá dirigir-se a cabine da urna eletrônica, e levar as colinhas e votar no candidato que mais se identificar com as propostas”.

Jornal Midiamax