Geral

Tempo deixado por candidato do PSOL ao Senado será repartido em partes iguais pelos outros concorrentes

A retirada da candidatura de Jorge Batista, que concorria ao Senado pelo PSOL, vai aumentar em 22.5 segundos os programas dos quatro outros candidatos a vaga. O juiz eleitoral Luiz Gonzaga Mendes Marques definiu nesta manhã repartir em partes iguais o tempo deixado por Batista, que era de aproximadamente um minuto e meio, informou a […]

Arquivo Publicado em 15/09/2010, às 14h41

None

A retirada da candidatura de Jorge Batista, que concorria ao Senado pelo PSOL, vai aumentar em 22.5 segundos os programas dos quatro outros candidatos a vaga.

O juiz eleitoral Luiz Gonzaga Mendes Marques definiu nesta manhã repartir em partes iguais o tempo deixado por Batista, que era de aproximadamente um minuto e meio, informou a assessoria de imprensa da corte. O programa dos senadores vai ao ar as segundas, quartas e sexta-feira. Pela decisão do magistrado, os partidos têm até sexta-feira para readequar seus programas.

Foram favorecidos com o anúncio os candidatos Murilo Zauith, do DEM, do deputado federal Waldemir Moka, da coligação “Amor, Trabalho e Fé” e os concorrentes da chapa “Força do Povo”, o senador Delcídio do Amaral, do PT e o deputado federal Dagoberto Nogueira, do PDT.

Oficialmente, o candidato do PSOL saiu do páreo por ter perdido seu primeiro suplente. O partido deixou passar o prazo para apresentar um novo nome. Já nos bastidores do partido, dizem que Jorge Batista estaria isolado por apoiar a candidatura de Zeca do PT e, uma ala da sigla estaria mais próxima o governador André Puccinelli, do PMDB.

Jornal Midiamax