Geral

Suspeito de ter matado comerciante na Capital nega autoria do crime

Paulo Cezar de Araújo, de 25 anos, negou para a polícia ser o autor do assassinato do comerciante Wagner Ramos de Souza, de 36 anos, que ocorreu na noite de ontem, às 19h, no bairro Serra Azul, na saída para Sidrolândia, em Campo Grande. Segundo a esposa da vítima Daiane Costa e Silva, seu marido […]

Arquivo Publicado em 14/07/2010, às 10h42

None

Paulo Cezar de Araújo, de 25 anos, negou para a polícia ser o autor do assassinato do comerciante Wagner Ramos de Souza, de 36 anos, que ocorreu na noite de ontem, às 19h, no bairro Serra Azul, na saída para Sidrolândia, em Campo Grande. Segundo a esposa da vítima Daiane Costa e Silva, seu marido devia R$ 1 mil a Paulo Araújo.


Wagner, que é dono de uma conveniência, foi assassinado na noite de ontem quando estava saindo de carro com a sua mulher para ir jantar na casa de sua sogra, quando, na esquina da rua Rio Dourado com rua a Serra do Mar ele foi surpreendido por um homem armado que atirou. O comerciante foi atingido na cabeça e morreu na hora. Daiane conseguiu escapar dos tiros porque se abaixou e saiu do carro


Segundo informações do boletim de ocorrência lavrado momentos depois do crime,  Daiane levou os policiais até a casa de Paulo Araujo, que segundo a mulher, seria o autor do crime.


Segundo Daiane, seu marido morreu porque devia mil reais a Paulo por conta de uma venda de uma moto. Além disso, a mulher relatou que, por diversas vezes, Paulo ligou cobrando a dívida e já foi outras vezes até a casa da vítima com um revólver em punho fazendo ameaças.


O suspeito foi detido e levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).

Jornal Midiamax