Geral

Semáforos de Campo Grande têm sido alvos de destruição

A Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) faz um apelo à população para não depredar a sinalização da cidade. No início desta semana a instituição registrou tentativas de destruição de quatro semáforos em cruzamentos centrais de Campo Grande. Os semáforos da rua Bahia com a 15 de novembro e da rua Ceará com a […]

Arquivo Publicado em 29/12/2010, às 13h55

None

A Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) faz um apelo à população para não depredar a sinalização da cidade. No início desta semana a instituição registrou tentativas de destruição de quatro semáforos em cruzamentos centrais de Campo Grande.

Os semáforos da rua Bahia com a 15 de novembro e da rua Ceará com a Tapajós foram desativados com tiros de arma de fogo. Já a sinalização da rua Pedro Celestino com a sete de setembro foi arrombada e desligada. No caso do semáforo da rua Pedro Celestino com a Dom Aquino os indícios são de que recebeu chutes e acabou funcionando apenas no alerta (amarelo intermitente).

A técnica em educação para o trânsito da Agetran, Vera Lúcia de Matos, alerta para as principais conseqüências das ações de vandalismo nos semáforos da Capital, que são os congestionamentos e o aumento do risco de acidentes. “As pessoas têm que pensar no coletivo, que atitudes como essa prejudicam condutores e pedestres, colocando vidas em risco. Peço para não danificarem os aparelhos e, se alguém presenciar esse tipo de situação, que denuncie, chame a polícia, porque é vandalismo”, considera.

Jornal Midiamax