Geral

Quadro clínico de Cabañas piorou, diz médico

Depois de ter seus sedativos diminuídos e até reconhecer alguns membros de sua família, o atacante paraguaio Salvador Cabañas voltou a ter seu estado de saúde agravado e segue correndo sérios riscos de morte. Segundo o médico que vem cuidando do caso do jogador do América-MEX, baleado na cabeça na madrugada de segunda-feira, Ernesto Martinez, […]

Arquivo Publicado em 27/01/2010, às 16h54

None

Depois de ter seus sedativos diminuídos e até reconhecer alguns membros de sua família, o atacante paraguaio Salvador Cabañas voltou a ter seu estado de saúde agravado e segue correndo sérios riscos de morte.

Segundo o médico que vem cuidando do caso do jogador do América-MEX, baleado na cabeça na madrugada de segunda-feira, Ernesto Martinez, o cérebro de Cabañas voltou a apresentar inchaço.

“O edema cerebral aumentou. Isso se controla com medicamentos. Vamos sedá-lo mais para proteger as funções do cérebro”, sintetizou Martinez, ao jornal paraguaio ABC, sem perder a esperança em ver o atleta se recuperar.

“Sabíamos que isso poderia acontecer. Estamos tranquilos. Por sorte, não há sangramentos. A pressão interna do crânio aumenta até 72h depois da cirurgia”, finalizou o médico.

Jornal Midiamax