Geral

Por orientação de advogado, jornalista que matou no trânsito da Capital se entrega

O jornalista Agnaldo Ferreira Gonçalves, que matou a tiro uma criança no trânsito de Campo Grande, em novembro passado, se entregou à polícia. Ele era tido como foragido da Justiça desde maio. O acusado resolveu se entregar por orientação do advogado dele, Valdir Custódio da Silva, que já moveu um recurso que pede para revogar […]

Arquivo Publicado em 14/09/2010, às 14h11

None

O jornalista Agnaldo Ferreira Gonçalves, que matou a tiro uma criança no trânsito de Campo Grande, em novembro passado, se entregou à polícia. Ele era tido como foragido da Justiça desde maio. O acusado resolveu se entregar por orientação do advogado dele, Valdir Custódio da Silva, que já moveu um recurso que pede para revogar a prisão preventiva do jornalista.

Gonçalves matou um garotinho de cinco anos de idade durante uma discussão de trânsito, no cruzamento da rua Rui Barbosa com a avenida Mato Grosso, centro da Capital. O jornalista discutiu com o tio do menino na Ernesto Geisel e, quatro quarteirões depois, ele disparou quatro vezes contra a camionete ocupada vítima.

O tiro acertou a nunca da criança e o rosto de outro passageiro, pai do rapaz que havia discutido com Gonçalves.

O advogado disse que o jornalista, que estava morando no interior de São Paulo, se entregou na sexta-feira passada por “não ter interesse” em viver foragido.

Agnaldo foi detido no dia do acidente e deixou a prisão 80 dias depois. Em maio, o MPE (Ministério Público Estadual) pediu a prisão dele de novo, a Justiça acatou o propósito, mas o jornalista fugiu para o interior de São Paulo. Ele deve ser levado a júri popular.

Saiba mais em notícias relacionadas, logo abaixo

Jornal Midiamax