Geral

Para Zeca, aliança com DEM seria escolha sem fundamento

O ex-governador Zeca do PT continua na defesa da candidatura própria de seu partido nas eleições extraordinárias de Dourados, marcadas para 6 de fevereiro de 2011. Para ele, a aliança com o DEM, defendida por um grupo do partido é algo “sem fundamento” já que as duas legendas são antagônicas. “Sou contrário a esta aliança […]

Arquivo Publicado em 30/12/2010, às 13h52

None

O ex-governador Zeca do PT continua na defesa da candidatura própria de seu partido nas eleições extraordinárias de Dourados, marcadas para 6 de fevereiro de 2011. Para ele, a aliança com o DEM, defendida por um grupo do partido é algo “sem fundamento” já que as duas legendas são antagônicas. “Sou contrário a esta aliança DEM/PT, isso compromete a nossa história e enfraquece o nosso partido”, disse a um internauta em sua página no microblog Twitter.

Os petistas de Dourados decidem na noite de hoje se lançam a candidatura do vereador Elias Ishy à prefeitura ou se farão aliança com outras siglas. O encontro será na Câmara de Vereadores de Dourados, às 19 horas e 152 delegados participam.

O DEM lançará o vice-governador Murilo Zauith que concorreu ao cargo em 2008 e foi derrotado por Arti Artuzi (sem partido). O novo pleito foi convocado devido à renúncia de Artuzi e do vice dele Carlinhos Cantor (sem partido). Os dois estiveram presos em decorrência da Operação Uragano (furacão em italiano) da Polícia Federal sob acusação de participar de esquema de fraudes em licitação e distribuição de propinas. Ambos alegam inocência.

Jornal Midiamax