Geral

Murilo sai “sem ânimo” de reunião com André, mas assegura que não desistiu do Senado

Vice-governador e André discutiram assunto por quase três horas na Governadoria; indefinido democrata esclarece que não é só a sua candidatura que está em jogo, mas o projeto do BDR

Arquivo Publicado em 31/03/2010, às 16h00

None

Vice-governador e André discutiram assunto por quase três horas na Governadoria; indefinido democrata esclarece que não é só a sua candidatura que está em jogo, mas o projeto do BDR

O vice-governador Murilo Zauith (DEM) saiu agora da Governadoria, onde esteve reunido com o governador André Puccinelli (PMDB) desde às 10 horas. Ele não demonstrou ânimo com a possibilidade de concorrer ao Senado nas eleições deste ano, contudo comunicou aos repórteres que aguardavam do lado de fora da Governadoria que não desistiu.

“Estamos acertando uma série de coisas. Não conversamos só sobre a minha candidatura, mas sobre a participação do BDR [Bloco Democrático Reformista] no projeto de André”, afirma. Contudo, ele afirmou que não procedem as informações que dão conta de que ele recuou de disputar uma vaga de senador, aliás, seu antigo sonho.

Na rápida conversa com a imprensa, o vice-governador procurou justificar o fato de não mais atender as ligações telefônicas dos jornalistas.  “Eu não atendo para evitar especulações. Estamos em um momento muito delicado. Quando eu tiver minha decisão, comunicarei a todos vocês da imprensa”, garantiu.

Murilo preside o Democratas, que junto com PSDB e PPS compõem o BDR. Ele explica que embora sua candidataura ao Senado esteja no centro dos debates não é só isso que está em jogo. Há também diálogo sobre a coligação propriamente dita e sobre as candidaturas a deputado estadual e federal.

O vice-governador deixou a governadoria acompanhado do deputado estadual Zé Teixeira (DEM) e do vereador por Campo Grande Airton Saraiva, também democrata.

Murilo só se recusou a informar se aceitou ou não a opção de suplente oferecida por André Puccinelli, que seria a secretária de Assistência Social, Tânia Garib (PMDB). O vice-governador também desconsiderou a possibilidade do suplente indicado por André ser o vice-prefeito Edil Albuquerque. “Nem estou sabendo”, assegurou.

Pouco antes de Murilo deixar a Governadoria saíram de lá o prefeito Nelsinho Trad (PMDB) e o vice Edil Albuquerque. O vice-prefeito comunicou que está renunciando aos cargo e à Secretaria de Desenvolvimento, que também ocupa, para concorrer nas eleições, provavelmente a deputado estadual. Contudo, informa que estará à disposição para o cargo que André solicitar.

Murilo e Edil afirmam não terem se falado na Governadoria.

Jornal Midiamax