Geral

Mercado do boi gordo segue firme nesta sexta-feira

Apesar da pouca movimentação típica de sexta-feira, houve reajuste para os preços do boi gordo em nove praças. Isto porque as escalas curtas, de maneira geral, não permitem que os frigoríficos deixem de fechar negócios, o que acaba elevando os preços. Em São Paulo as escalas estão em patamar um pouco melhor que nas últimas […]

Arquivo Publicado em 10/09/2010, às 23h04

None

Apesar da pouca movimentação típica de sexta-feira, houve reajuste para os preços do boi gordo em nove praças. Isto porque as escalas curtas, de maneira geral, não permitem que os frigoríficos deixem de fechar negócios, o que acaba elevando os preços.


Em São Paulo as escalas estão em patamar um pouco melhor que nas últimas semanas para frigoríficos que possuem animais negociados a termo ou de confinamentos próprios. Frigoríficos que não adotam esta estratégia estão com programações mais curtas e acabam pagando mais pela arroba.


O preço referência segue em R$92,00/@, a prazo, livre de imposto. As vacas são negociadas por R$86,00/@, nas mesmas condições.


Houve reajustes em três estados que fornecem bois para o abate em São Paulo. O preço referência do boi gordo subiu em Três Lagoas – MS, Campo Grande – MS, Sul de Goiás e Sul de Minas.


Os bois são vendidos por R$88,00/@ nas três praças do Mato Grosso do Sul, R$87,00/@ no Sul de Goiás e em Goiânia, e R$86,00/@ no Sul de Minas, todos a prazo e livres de funrural.

Jornal Midiamax