Geral

Jornalista lança livro “Memorial dos Palmares”, em Corumbá

O jornalista, historiador, professor e escritor Ivan Alves Filho lança nesta sexta-feira (24), em Corumbá, o livro “Memorial dos Palmares”, obra que retrata vários fatos da história brasileira relacionados à luta de classes e que se propõe a interpretar e contribuir para a compreensão da dinâmica dos movimentos sociais. Promovido pela Prefeitura de Corumbá, por […]

Arquivo Publicado em 24/09/2010, às 17h37

None

O jornalista, historiador, professor e escritor Ivan Alves Filho lança nesta sexta-feira (24), em Corumbá, o livro “Memorial dos Palmares”, obra que retrata vários fatos da história brasileira relacionados à luta de classes e que se propõe a interpretar e contribuir para a compreensão da dinâmica dos movimentos sociais. Promovido pela Prefeitura de Corumbá, por meio da Gerência de Promoção da Igualdade Racial, ligada à Secretaria Municipal de Promoção da Cidadania, o lançamento ocorre às 18 horas, no auditório do bloco H da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS – Campus do Pantanal), parceira na realização do evento.


Ivan Alves Filho é diplomado pela Universidade Paris-VIII, na França, e pós-graduado pela Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais de Paris. É autor de 10 livros, entre os quais “Brasil, 500 anos em documentos” (apresentado pelo arquiteto Oscar Niemeyer), “Cozinha brasileira (com recheio de História)” e “Velho Chico mineiro” (prefaciado pelo ex-presidente da República, Itamar Franco). Participou de oito outros livros coletivos, um dos quais editado pela Unesco, em Portugal, e escreveu, juntamente com o consagrado historiador Nelson Werneck Sodré, o livro “Tudo é política”, além de ter publicado mais de 40 ensaios e artigos históricos em importantes revistas brasileiras.


Exercendo o jornalismo desde a primeira metade dos anos 70, o autor trabalhou e colaborou em cerca de duas dezenas de publicações brasileiras, entre as quais a revista de economia Banas (correspondente em Paris em 1974 e 1975), a revista de cultura Módulo (correspondente em Paris, entre 1977 e 1982; dirigida por Oscar Niemeyer), os Cadernos do Terceiro Mundo e o Almanaque Brasil (que formulou, em 1992). Editou, entre 1984 e 1993, o Guia do Terceiro Mundo, posteriormente intitulado Guia do Mundo, publicação lançada em português, espanhol e inglês. E, entre 1984 e 1985, foi editor dos suplementos culturais do Jornal do País, do Rio de Janeiro.


Ivan Alves Filho lecionou História e Economia Política e dá conferências históricas em várias cidades do Brasil e do exterior. Sobre o livro que lança em Corumbá, ele afirma que o pano de fundo é a luta de classes na história brasileira, com destaque substancial para o papel dos movimentos sociais. Neste sentido, o autor enfatiza que é praticamente impossível separar, por exemplo, o surgimento do Quilombo dos Palmares da existência de uma classe escrava brutalmente oprimida, ou desvincular os preparativos da Conjuração Mineira da ascensão material e da tomada de consciência das camadas médias, ou, ainda, ignorar que o movimento político-militar de 1964 esteve intimamente ligado à modernização conservadora do capitalismo no Brasil.


 (Com informações da Subsecretaria de Comunicação Institucional)

Jornal Midiamax