Geral

Inauguração de “comunidade” e bandeirada tímida marcam campanha serrista na capital

Faltando menos de duas semanas para o segundo turno das eleições presidenciais a campanha segue tímida em Mato Grosso do Sul. A Avenida Afonso Pena que antes era tomada de cabos eleitorais hoje tinha apenas alguns na esquina da Rua Pedro Celestino. O grupo de dez pessoas empunhava bandeiras do presidenciável José Serra (PSDB). Na […]

Arquivo Publicado em 19/10/2010, às 00h16

None

Faltando menos de duas semanas para o segundo turno das eleições presidenciais a campanha segue tímida em Mato Grosso do Sul. A Avenida Afonso Pena que antes era tomada de cabos eleitorais hoje tinha apenas alguns na esquina da Rua Pedro Celestino.

O grupo de dez pessoas empunhava bandeiras do presidenciável José Serra (PSDB). Na outra esquina, uma placa “pedia” votos para a candidata Dilma Roussef (PT). O dia porém, foi de mobilização tucana.

De acordo com a senadora Marisa Serrano a mobilização para manter a vitória do tucano em MS será redobrada. “Tivemos uma reunião para discutir de que forma levar a campanha nesses últimos dias e na próxima sexta-feira (22) vamos fazer um grande ato com a presença do Alckmin (Geraldo, governador eleito de SP) e com o candidato a vice Índio da Costa”, afirmou ela.

Segundo Marisa, estiveram presentes na reunião o presidente do PSDB, Reinaldo Azambuja e o governador André Puccinelli. Os serristas aproveitaram o momento também para lançar uma “comunidade de apoio” ao tucano.

“Organizada pelo João Rocha, é uma comunidade mesmo. A campanha não tem dono, cada um faz sua parte e ela é do povo. Cada um resolve auxiliar na campanha da maneira que pode”, explicou a senadora. O comitê fica na Avenida Afonso Pena, esquina com Espírito Santo, onde antes funcionava o comitê do deputado estadual eleito Márcio Fernandes.

Jornal Midiamax