Geral

Homens armados invadem afiliada da Record em Macapá e agridem funcionários

Três homens invadiram ontem (3) a sede da TV Marco Zero, afiliada da Record, em Macapá, e agrediram funcionários e incendiaram uma sala. Em nota, a emissora disse que “a liberdade de imprensa está sendo cerceada a bala” no Estado. Segundo a empresa, a invasão ocorreu por volta de 20h. Os três homens renderam um […]

Arquivo Publicado em 04/09/2010, às 21h55

None

Três homens invadiram ontem (3) a sede da TV Marco Zero, afiliada da Record, em Macapá, e agrediram funcionários e incendiaram uma sala. Em nota, a emissora disse que “a liberdade de imprensa está sendo cerceada a bala” no Estado.

Segundo a empresa, a invasão ocorreu por volta de 20h. Os três homens renderam um segurança e pegaram uma diretora da empresa como refém. Eles ordenaram que todos os funcionários que se encontravam dentro do estúdio de jornalismo não olhassem para cima e permanecessem calados.

Ainda segundo a emissora, eles se deslocaram destruindo todos os móveis e objetos e, em seguida, atearam fogo em uma sala e em documentos da empresa. De acordo com os funcionários, a intenção dos invasores era incendiar o prédio todo.

Na nota divulgada, a emissora disse que os invasores gritaram que a Record local não deveria se envolver com política. Segundo a emissora, no momento da invasão, dois funcionários do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá estavam no local e foram tratados com violência.

A emissora declarou que “a liberdade de imprensa está sendo cerceada a bala. O grupo de jornalistas que faz parte da Record Macapá está indignado, pois a TV Marco Zero, Rede Record de Televisão, tem sido a maior porta voz de um povo sofrido que amarga o descaso do poder público”.

A emissora também disse que o fato “não irá calar o nosso jornalismo, tampouco, irá nos fazer recuar no que diz respeito ao compromisso com a verdade”.

Jornal Midiamax