Geral

Gol no fim dá vitória ao Corinthians em clássico apertado contra o São Paulo

Criticado pelas más atuações nas últimas rodadas, o Corinthians deu a resposta ao ganhar o clássico.

Arquivo Publicado em 28/03/2010, às 20h15

None

Criticado pelas más atuações nas últimas rodadas, o Corinthians deu a resposta ao ganhar o clássico.

O Corinthians venceu o São Paulo por 4 a 3, neste domingo no estádio do Pacaembu, e encostou no rival na tabela de classificação do Campeonato Paulista.

Faltando duas rodadas para o término da competição, a equipe corintiana se mantém viva na briga por uma vaga na semifinal. O time de Parque São Jorge chegou a 29 pontos –um a menos do que o São Paulo, que permanece no G4 e dependendo apenas de si para chegar à semifinal.

Os gols corintianos foram marcados por Elias, Danilo, Roberto Carlos –em falha do goleiro Rogério Ceni — e Iarley. Jean e Rodrigo Souto diminuíram (2) para os são-paulinos.

Agora, os dois times voltam suas atenções para a Taça Libertadores da América. Na quarta-feira, o São Paulo enfrenta o Monterrey, no México. Na quinta, o Corinthians recebe o Cerro Porteño, no Pacaembu.

Depois de duas derrotas consecutivas para Grêmio Prudente (2 a 0) e Paulista (1 a 0), o Corinthians entrou em campo precisando de um resultado positivo para continuar com boas chances de classificação à semifinal do Campeonato Paulista.

No sábado, a torcida corintiana compareceu ao último treino da equipe antes do clássico para apoiar e também cobrar dos jogadores. O atacante Ronaldo, que até então vivia uma fase de amor com os torcedores, começou a ser questionado, principalmente após os erros contra o Paulista, na quarta-feira. Na oportunidade, o Fenômeno declarou que estava cometendo “erros infantis”.

Apesar da má fase, Ronaldo foi mantido como titular –teve novamente atuação discreta– ao lado de Dentinho –Jorge Henrique foi preterido mais uma vez e começou no banco de reservas.

Os desfalques foram o goleiro Felipe, com dores musculares na coxa direita, Chicão, lesionado na planta do pé, e Alessandro, que está em fase final de recuperação de uma contusão. Com isso, Rafael Santos, Paulo André e Moacir foram titulares.

Já o São Paulo, que vinha de derrota para o Bragantino, mas estava em uma situação melhor na tabela –iniciou a rodada na terceira colocação– entrou em campo mais tranquilo e praticamente com força máxima. Os únicos desfalques foram Richarlyson, que continua lesionado, e Jorge Wagner, suspenso. Já Cicinho iniciou o jogo na reserva –entrou na etapa complementar.

Assim, Jean atuou no lado direito. Já o meio de campo teve Rodrigo Souto, Cléber Santana, Hernanes e Léo Lima.

O jogo

Vivendo um momento melhor na competição, o São Paulo começou tendo o domínio territorial, enquanto o Corinthians priorizava a marcação. A equipe alvinegra marcava praticamente no campo de defesa, deixando Ronaldo mais avançado.

E mesmo atuando desta forma o time de Parque São Jorge criou três chances claras de gol no mesmo lance. Aos 15min, após cobrança de escanteio, Paulo André subiu livre e cabeceou na trave. A bola sobrou para Dentinho, que tentou o cruzamento, acertando novamente o poste são-paulino. No rebote, William concluiu e o goleiro Rogério Ceni defendeu.

Na sequência, após uma troca de passes rápida entre Danilo e Dentinho, a bola chegou a Ronaldo, que apenas escorou para Elias colocar no canto e marcar um belo gol: 1 a 0.

Jogando no erro do rival, o time corintiano chegou ao segundo gol. Aos 33min, após cruzamento da esquerda, Miranda afastou mal o lance e Danilo bateu de primeira acertando o ângulo: 2 a 0.

Dois minutos depois do gol, Dentinho e Washington se desentenderam e foram expulsos pelo árbitro Wilson Luiz Semene.

Antes de terminar a etapa inicial, o São Paulo conseguiu diminuir. Dagoberto fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Jean completar para o gol: 2 a 1.

Em busca do empate, Ricardo Gomes voltou para o segundo tempo com o atacante Fernandinho no lugar do meio-campista Léo Lima. No entanto, foi o Corinthians que ampliou o marcador. Aos 7min, Roberto Carlos cobrou falta da intermediária e Rogério Ceni falhou: 3 a 1.

O São Paulo dominava territorialmente a partida, mas tinha dificuldade em criar jogadas devido à forte marcação do time corintiano, se fechou no campo de defesa e deixava apenas Ronaldo no setor ofensivo. Nos contra-ataques, a equipe ameaçou em chutes de Roberto Carlos e Danilo.

A equipe do são-paulina conseguiu diminuir em um lance de bola parada. Aos 29min, Hernanes cobrou falta, Rafael Santos espalmou e Rodrigo Souto concluiu para o gol. Oito minutos depois, em outra falta, o São Paulo chegou ao empate. Cicinho levantou na área e Rodrigo Souto marcou novamente e deixou tudo igual: 3 a 3.

Quando parecia que o jogo estava definido, o Corinthians conseguiu o gol da vitória. Iarley, que substituiu Ronaldo fez jogada pela esquerda e finalizou forte, a bola desviou na zaga e entrou: 4 a 3.

Jornal Midiamax