Geral

Empresa investirá R$ 5 bi em nova unidade de Três Lagoas

No 5º Encontro de Lideranças Empresariais, realizado na semana passada, o diretor presidente da Fibria, Carlos Lira Aguiar, um dos palestrantes, apontou quais investimentos serão feitos no decorrer dos próximos 19 anos, sobre a situação da empresa, as ações que estão sendo desenvolvidas na área de sustentabilidade. Já para 2011 foi aprovado um investimento de […]

Arquivo Publicado em 20/12/2010, às 11h23

None

No 5º Encontro de Lideranças Empresariais, realizado na semana passada, o diretor presidente da Fibria, Carlos Lira Aguiar, um dos palestrantes, apontou quais investimentos serão feitos no decorrer dos próximos 19 anos, sobre a situação da empresa, as ações que estão sendo desenvolvidas na área de sustentabilidade. Já para 2011 foi aprovado um investimento de 1,7 bilhão, destes, R$ 400 milhões serão destinados para crescimento. Para Três Lagoas há previsão de investimentos também em 2013 e 2014 para a segunda linha de produção, avaliado em cerca de R$ 5 bilhões.

Segundo Aguiar uma fatia deste dinheiro será direcionada para as florestas de Três Lagoas, onde segundo ele, são 30 hectares de florestas plantadas. Serão necessários mais 150 hectares de florestas, para que a fábrica seja aumentada em 2014. O diretor afirma que cerca de 1,3 bilhão será investido em modernização, e recuperação ambiental. Além de investimentos, no que ele chama de sustentação: reforma de florestas, e manutenções de fábricas.

Não há previsão de mais áreas a serem plantadas, entretanto as áreas serão renovadas, para que haja um plantio de maior qualidade. Aguiar aponta que devido a crise, este trabalho não foi realizado em 2008, 2009 e 2010. Com isso, a Fibria deve contratar entre 660 a 700 frentes de trabalho.

Conforme o presidente, os maiores investimentos para 2020 estão focados em Três Lagoas (MS) e em Veracel (BA), isto porque são os dois locais de maior plantio de eucalipto. Em Três Lagoas, por exemplo, há florestas prontas. Já no Espírito Santo ainda será necessário iniciar alguns plantios do zero.

Hoje a produção da Fibria é de 5,4 milhões de toneladas por ano. Nossa idéia para 2020 é chegar a 10 milhões de toneladas, praticamente dobrando a produção. Queremos dobrar a capacidade em dez anos.

Jornal Midiamax