Geral

Dilma e Mercadante evitam comentar caso Erenice Guerra

Ao contrário do sábado, 11, quando comentou o caso Erenice Guerra – sua sucessora na Casa Civil, cujo filho é acusado de tráfico de influencia -, a candidata do PT à Presidência, Dilma Roussef, esquivou-se neste domingo, 12, em São Paulo, de voltar a falar sobre o assunto. “Estes saltos mortais que pegam um episódio […]

Arquivo Publicado em 12/09/2010, às 21h55

None

Ao contrário do sábado, 11, quando comentou o caso Erenice Guerra – sua sucessora na Casa Civil, cujo filho é acusado de tráfico de influencia -, a candidata do PT à Presidência, Dilma Roussef, esquivou-se neste domingo, 12, em São Paulo, de voltar a falar sobre o assunto.

“Estes saltos mortais que pegam um episódio e tentam ligar à minha candidatura, e no meio não tem nada, não funcionam. Não vou dar combustível a esta pauta dos adversários”, afirmou.

Ela acrescentou que o caso envolve uma autoridade governamental e o governo vai investigar tudo que foi divulgado. Dilma falou após visita à Associação dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis, na zona sul de São Paulo.

O candidato do PT ao Governo do Estado, Aloísio Mercante, fez um discurso muito semelhante. “Vamos aguardas as investigações”.

Jornal Midiamax