Geral

Bombeiros e brigadistas tentam conter fogo há 4 dias no Pantanal

Há quatro dias, ao menos 30 homens do Corpo de Bombeiros e brigadistas municipais de Aquidauana, Miranda e Corumbá, tentam apagar um incêndio que devora a vegetação seca no Parque Estadual do Pantanal de Rio Negro, que fica na unidade de Conservação no Norte do Pantanal Nabileque. O local é complicado para entrar devido a fumaça, o fogo consumiu […]

Arquivo Publicado em 11/09/2010, às 12h46

None

Há quatro dias, ao menos 30 homens do Corpo de Bombeiros e brigadistas municipais de Aquidauana, Miranda e Corumbá, tentam apagar um incêndio que devora a vegetação seca no Parque Estadual do Pantanal de Rio Negro, que fica na unidade de Conservação no Norte do Pantanal Nabileque.

O local é complicado para entrar devido a fumaça, o fogo consumiu mais de mil hectares, sendo o maior foco de incêndio registrado, em Mato Grosso do Sul.

Naquela região não chove a mais de 100 dias. O satélite dos bombeiros mostrava queimadas e, para o local, foram enviados um major e um capitão, juntamente com um Delegado da Polícia Civil que chegaram ao local em uma aeronave, as 15h30 do dia (08).

Após averiguar a situação, eles voltaram para a Capital, quando solicitaram o envio de 29 homens ao Parque Estadual com o objetivo de combater o incêndio.

Segundo informações do Major Francimar Vieira, “os homens foram mobilizados devido a uma denúncia de foco de incêndio naquela região. A área total do Parque Estadual do Pantanal de Rio Negro é de 73 mil hectares, e foi constatado que uma área de mil hectares está sendo incendiada. Eles seguiram em um comboio composto por cinco caminhonetes e um caminhão de transporte de materiais, incluindo conjunto motobomba e gerador de energia”.

Sanções Penais

Provocar queimadas pode gerar sanções penais contra autor, em uma situação um pouco mais grave,de se colocar fogo em terreno, cerca, muro, afetando terceiros, ainda que não haja vítima, já é considerada crime de incêndio.

O artigo 250 do Código Penal estabelece, para quem provocar incêndio, expondo a perigo a vida, a integridade física ou o patrimônio de outras pessoas, possibilidade de reclusão de três a seis anos, e multa.As penas aumentam em um terço, em situações como a de o crime ser cometido para obter vantagem pecuniária; ou se o incêndio é em locais como casa habitada ou destinada a habitação, lavoura, pastagem, mata ou floresta.

Previsão do tempo

Em Mato Grosso do Sul, o céu está claro a parcialmente nublado com névoa seca e umidade em torno de 15% no período da tarde, exceto nas regiões do sul e sudeste que estará parcialmente com névoas secas, com a umidade do ar abaixo de 30% no período da tarde com possibilidades de pancada de chuvas em áreas isoladas. Com a temperatura máxima de 40° C e mínima de 17° C.

Em Campo Grande o tempo está claro a parcialmente nublado com nevoa seca e umidade em torno de 15% no período da tarde. Com a temperatura máxima de 37ºC e a mínima de 21° C. Na Capital não chove a mais de 50 dias. Pode chover rapidamente em Campo Grande, com 5 a 10 milímetros de precipitação, entre os próximos dias 13 e 14 (segunda e terça) deste mês, segundo o meteorologista Natálio Abraão, da Estação Meteorológica Anhanguera/Uniderp. Até lá não há previsão de chuva.

Jornal Midiamax