Geral

Ações educativas para um trânsito seguro foram intensificadas neste ano

Através da criação da Coordenadoria Educacional da Companhia Independente de Polícia de Trânsito (Ciptran), as ações de conscientização por um trânsito mais seguro foram intensificadas em 2010. De acordo com o comando da companhia, o projeto Portas Abertas, criado este ano, atendeu um total de 600 pessoas entre crianças de escolas estaduais, municipais e particulares […]

Arquivo Publicado em 28/12/2010, às 18h36

None

Através da criação da Coordenadoria Educacional da Companhia Independente de Polícia de Trânsito (Ciptran), as ações de conscientização por um trânsito mais seguro foram intensificadas em 2010. De acordo com o comando da companhia, o projeto Portas Abertas, criado este ano, atendeu um total de 600 pessoas entre crianças de escolas estaduais, municipais e particulares e empresas privadas.

O projeto foi criado em março pela Ciptran com o objetivo de receber semanalmente diversos segmentos organizados da sociedade, como sindicatos de moto-taxistas e taxistas, que participaram de palestras sobre trânsito no auditório da companhia e fizeram visitas no estande para conhecer equipamentos como: decibelímetro (aferidor de intensidade de volume de som), o etilômetro (bafômetro), medidor de película, talão eletrônico, motocicletas e viaturas, ferramentas que são utilizados pelos policiais para coibir prática de infrações. As visitas também são organizadas para que a população tenha a oportunidade de tirar dúvidas e aprender mais sobre as regras de trânsito.

Projeto PARA

Em 2010 o projeto PARA prosseguiu as ações educativas realizadas todos os anos e começou com a Operação Volta às Aulas no mês de fevereiro. As campanhas da iniciativa da Ciptran, em parceria com toda a comunidade, chegou a 25 Escolas Municipais, Estaduais e Particulares com o objetivo de conscientizar os pais e alunos sobre as regras e cuidados com o trânsito, como fila dupla, uso da cadeirinha, cinto de segurança, faixa de pedestre entre outras medidas para a prevenção de acidentes.

Para as campanhas a Ciptran contou com parceiros como o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Agência Municipal (Agetran), secretarias de Educação do Estado (SED) e do município (Semed). Através destes apoiadores as ações educativas cumpriram um extenso cronograma de palestras de fevereiro a dezembro em escolas, sindicatos e empresas privadas.

Também neste ano a própria população foi às ruas conscientizar os motoristas nas principais vias considerados corredores, como Avenida Ernesto Geisel, Avenida Zahran, Mato Grosso, Afonso Pena, Ruas 14 de Julho e 13 de Maio e nos bairros da Capital, sendo distribuídos panfletos com orientação aos condutores sobre as necessidades de se respeitar as regras de trânsito.

Uma passeata que envolveu cerca de 30 instituições e reuniu centenas de pessoas nas ruas de Campo Grande no início do mês de setembro também marcou as ações do projeto PARA em 2010. O movimento integrou polícia e comunidade – entre projetos governamentais e não governamentais, representantes da sociedade como famílias que perderam entes queridos vítimas de acidentes -, para levar uma mensagem de paz no trânsito da Capital.

Jornal Midiamax