Geral

A uma semana das eleições, Rio vira centro político com Lula, Dilma e Serra

A uma semana das eleições, o Rio de Janeiro se transforma hoje (24) no centro político do país. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os candidatos à sucessão presidencial Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) passam o dia na cidade em campanhas políticas. Um dos maiores colégios eleitorais do país, com 4,7 […]

Arquivo Publicado em 24/10/2010, às 13h05

None

A uma semana das eleições, o Rio de Janeiro se transforma hoje (24) no centro político do país. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os candidatos à sucessão presidencial Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) passam o dia na cidade em campanhas políticas.

Um dos maiores colégios eleitorais do país, com 4,7 milhões de votos, a capital fluminense atrai a atenção dos presidenciáveis. Para evitar confrontos, Dilma se concentrará na zona oeste da cidade, enquanto Serra ficará na zona sul.

Ontem (23) Dilma pediu aos militares petistas que, às vésperas das eleições, eles se deixem dominar pelo sentimento da alegria e não do ódio. “É muito importante que a gente crie um ambiente de mais confraternização com o eleitor do que este ambiente que cria desavenças e episódios desagradáveis”, disse a candidata, em entrevista coletiva em São Paulo.

O apelo de Dilma ocorre quatro dias depois que simpatizantes de sua candidatura e de Serra entraram em confronto, no bairro de Campo Grande, no Rio de Janeiro. Em meio à confusão, o candidato do PSDB foi atingido na cabeça em dois momentos distintos – inicialmente por uma bola de papel, depois por um objeto semelhante a um rolo de fita adesiva.

Neste domingo, acompanhado pelo candidato a vice-presidente Índio da Costa, que é deputado federal pelo Rio, Serra fará campanha na Praia de Copacabana – que reúne uma das maiores concentrações de pessoas nos fins de semana. A cerca de 50 quilômetros estarão Lula e Dilma, nos bairros de Realengo e Bangu. Ambos farão caminhadas e vão tentar conversar com eleitores, segundo as assessorias dos dois candidatos.

Na passagem pelo Rio, Dilma deverá contar com o apoio do governador reeleito do estado, Sérgio Cabral (PMDB), e dos senadores Lindberg Farias (PT-RJ), que foi eleito agora, e Marcelo Crivella (PRB-RJ), que obteve a reeleição.

O presidente Lula passará apenas a parte da manhã no Rio, depois retornará para São Paulo. Amanhã (25), estará de novo no Rio para uma série de compromissos. De manhã, Lula entrega as chaves de residências do programa Minha Casa, Minha Vida, na comunidade do Complexo do Alemão, depois visita algumas unidades habitacionais em Manguinhos.

À tarde, o presidente participa do lançamento da embarcação Loguin Jatobá, da empresa Loguin Logística Intermodal S.A, no estaleiro da Ilha do Governador, depois volta para Brasília.

Jornal Midiamax