Geral

Estado busca concessão para operar trem de passageiros

A volta do Trem do Pantanal depende de autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

A volta do Trem do Pantanal depende de autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres

O Governo de Mato Grosso do Sul busca na recém-criada Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) a concessão para operar o Trem do Pantanal. O secretário de Meio Ambiente, Marcio Antônio Portocarrero, disse há pouco ao Midiamaxnews que o Estado já levou o projeto ao Ministério de Planejamento, onde tenta obter recursos destinados à recuperação de ferrovia, e também ao Ministério de Esportes e Turismo. O secretário e o governador José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, estão neste momento em Brasília tratando dos assuntos.

Segundo Portocarrero, a meta é operar o trem ainda este ano no trecho entre os municípios de Aquidauana e Miranda. Na segunda-feira, o secretário conversou com a diretoria da Brasil Ferrovias, que opera o transporte de cargas na malha de 1,6 mil quilômetros, entre Corumbá e Bauru (SP). A holding, que também controla a Ferronorte e a Ferroban, será responsável por estudo da viabilidade de se reativar o trem de passageiros voltado para o transporte de turista, que da janela dos vagões poderão observar as belezas da planície pantaneira.

Devido à precariedade da malha, que tem 700 mil dormentes podres e precisa de investimentos de R$ 100 milhões, o Trem do Pantanal parou de circular em 1995. Faltava segurança e o número de acidente chegava à média de cinco por semana.

A Secretaria de Meio Ambiente também deve iniciar, nos próximos dias, o que Portocarrero chama de diagnóstico do potencial cultural da ferrovia. Ele diz que existe toda uma história no caminho dos trilhos no Pantanal a ser resgatada.

Jornal Midiamax