Geral

“Entrei na briga para tirar o salto alto do PT”, disse Marun

O candidato ao governo do Estado pela Coligação “Frente Ampla”, Carlos Marun (PTB), está no auditório da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), em Campo Grande, apresentando sua proposta de governo a classe ruralista e sua trajetória na política. O candidato falou que entrou nesta campanha para provocar o segundo […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

O candidato ao governo do Estado pela Coligação “Frente Ampla”, Carlos Marun (PTB), está no auditório da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), em Campo Grande, apresentando sua proposta de governo a classe ruralista e sua trajetória na política.

O candidato falou que entrou nesta campanha para provocar o segundo turno. “Quando recebi o convite para ser candidato, sabia que estava entrando em briga de “cachorro grande”, mas queria desmanchar essa bipolarização que estava formada no Estado, além de tirar o salto alto do PT, que estava pesando que ganharia a eleição no primeiro turno”, disse Marun.

“E garanto que essa eleição vai para o segundo turno, e estou fazendo a minha campanha para chegar lá”, ressaltou o candidato, que logo em seguida falou que o Estado é como um avião, que anda na pista mas não decola, e “isto só acontece porque não temos um governante sério”.

“Até agora somos coadjuvantes, mas temos condições para sermos protagonistas, só basta ter um governo sério”, disse.

Jornal Midiamax