Geral

“Casa Esperança Santa Rita de Cássia” é reativada em Campo Grande

A Secretaria de Assistência Social, Cidadania e Trabalho (Sasct), reativa hoje, às 15h, a “Casa Esperança Santa Rita de Cássia, no bairro Universitário. A secretária Eloisa Castro Berro participa da solenidade. A casa é um projeto de execução direta fundada em 1991 pela Promosul, com capacidade para atender 20 adolescentes/mês. Funcionando como um abrigo, o […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

A Secretaria de Assistência Social, Cidadania e Trabalho (Sasct), reativa hoje, às 15h, a “Casa Esperança Santa Rita de Cássia, no bairro Universitário. A secretária Eloisa Castro Berro participa da solenidade.

A casa é um projeto de execução direta fundada em 1991 pela Promosul, com capacidade para atender 20 adolescentes/mês. Funcionando como um abrigo, o trabalho é pioneiro no Estado, tanto pela especificidade do atendimento (adolescente gestantes), como pela abrangência, uma vez que acolhe adolescentes provenientes de várias cidades sul-mato-grossenses.

O atendimento oferecido está dentro dos princípios previstos pelo Artigo 92 do Estatuto da Criança e do Adolescente-ECA e em consonância com a Lei Orgânica de Assistência Social-LOAS, buscando assegurar a inclusão e proteção integral às adolescentes gestantes que necessitam de atendimento especializado durante sua permanência no abrigo (até três meses após o parto), período em que são atendidas com:

· Acompanhamento médico, hospitalar, psicológico e ambulatorial;
· Palestras sobre aleitamento, higiene pessoal e do bebê;
· Primeiros socorros, noções de puericultura entre outros;
· Exercícios de ginástica pré e pós parto;
· Encaminhamento a cursos supletivos;
· Ensino regular e/ou profissionalizante;
· Confecção de enxoval;
· Noções de culinária;
· Apoio sócio familiar.

O acolhimento é realizado mediante encaminhamento pelo Conselho Tutelar, Juizado da Infância e Adolescência ou outra autoridade competente.

Jornal Midiamax