O Red Bull Bragantino segue invicto no Campeonato Brasileiro. Na noite desta quarta-feira, jogando no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, venceu por 2 a 1 o Vasco, pela segunda rodada da competição nacional. Com o resultado, o Bragantino chegou a quatro pontos, porque na estreia tinha empatado por 2 a 2 com o Fluminense, manteve a invencibilidade. Do outro lado, o Vasco estacionou em três, conheceu sua primeira derrota. Na estreia tinha vencido o Grêmio por 2 a 1, em São Januário.

No retrospecto geral entre os clubes, o Vasco segue levando vantagem. Este foi o 20º duelo entre os times desde 1990, com o carioca conquistando sete vitórias, contra três do Bragantino e mais 10 empates. A última vez em que os paulistas haviam vencido foi em 2020.

Em busca da primeira vitória, o time paulista se lançou ao ataque desde o apito inicial, estratégia que surtiu efeito. Aos seis, Andrés Hurtado chutou fraco após rebote da defesa adversária, Léo Jardim rebateu para o meio da área e a bola sobrou para Nacho Laquintana. Ele só empurrou para o gol e abriu o placar.

A primeira grande chance do Vasco foi com Vegetti, aos 24, quando em cobrança de escanteio, o centroavante recebeu livre, e de cabeça, mandou longe do gol. Pouco depois, o argentino conseguiu balançar as redes, mas o gol foi anulado por impedimento de Rossi, na origem do lance. O time carioca teve mais uma chance de empatar aos 45, quando após falha do goleiro Lucão, Matheus Carvalho arriscou de fora da área, com o gol vazio, mas mandou para fora.

Na volta para o segundo tempo, logo aos cinco, Léo cruzou na cabeça de Vegetti, que carimbou a trave. Aos 14, foi a vez de Léo, também de cabeça, parar em Lucão. E a insistência deu certo Aos 17, em contra-ataque, Vegetti tocou para Rayan, que achou David na frente. O camisa 7 invadiu a área pelo lado direito e cruzou na medida para Vegetti, que só empurrou para as redes e deixou tudo igual.

Entretanto, após sofrer o gol, o Vasco parou de pressionar e se posicionou atrás, dando mais espaço ao Bragantino. E o time da casa não perdoou. Aos 32, Vitinho recebeu na esquerda, cortou para o meio e chutou, contando com um desvio em Maicon para encobrir Léo Jardim e novamente colocar os paulistas em vantagem Sem força, o time carioca não reagiu.

Os times se preparam para voltar a campo ainda nesta semana. No sábado, a partir das 16h, o Vasco abre a terceira rodada do Brasileirão em um clássico diante do Fluminense, no Maracanã. Pouco mais tarde, às 18h30, o Bragantino também terá um duelo regional diante do Corinthians, de novo, no Nabi Abi Chedid.

FICHA TÉCNICA

RED BULL BRAGANTINO 2 X 1 VASCO

RED BULL BRAGANTINO – Lucão; Andrés Hurtado, Douglas Mendes, Luan Cândido e Guilherme Lopes; Raul (Jadsom Silva), Gustavo Neves (Bruninho) e Juninho Capixaba (Vitinho); Nacho Laquintana, Eduardo Sasha (Thiago Borbas) e Henry Mosquera (Eric Ramires). Técnico: Pedro Caixinha.

VASCO – Léo Jardim; Paulo Henrique, Léo, João Victor (Maicon) e Lucas Piton; Sforza, Matheus Carvalho (Zé Gabriel) e Galdames (Clayton); David (Adson), Rossi (Rayan) e Vegetti. Técnico: Ramón Díaz.

GOLS – Nacho Laquintana, aos 6 do primeiro tempo. Vegetti, aos 17, e Vitinho, aos 32 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Luan Cândido e Vitinho (Red Bull Bragantino); Matheus Carvalho (Vasco).

ÁRBITRO – Paulo Cesar Zanovelli da Silva (FIFA – MG).

RENDA – R$ 242.190,00.

PÚBLICO – 5.532 torcedores.

LOCAL – Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).